Solidariedade Doutores da Alegria celebra 15 anos de atuação no Recife com passeio ciclístico e exposição de fotos No próximo domingo (30), 5º Bobociclismo sai do Parque da Jaqueira, às 9h30. Às 13h, os palhaços abrem a mostra Doutores da Alegria Recife %u2013 15 anos, no Bairro do Recife

Publicado em: 27/09/2018 13:14 Atualizado em:

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

A presença do Doutores da Alegria no hospital causa impacto imediato: o encontro com a criança, a cumplicidade dos pais e da equipe de saúde, o ambiente que se transforma. Além da atuação nos quatro hospitais atendidos no Recife - Hospital da Restauração, Barão de Lucena, Hospital Universitário Oswaldo Cruz e Procape, e Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) – a associação alcança o público em geral através de espetáculos e intervenções urbanas.

Para comemorar 15 anos de Doutores da Alegria na capital pernambucana, o elenco vai realizar duas ações especiais no próximo domingo, 30 de setembro: um passeio ciclístico e uma exposição fotográfica. As atividades, que estão dentro da programação da Mostra de Circo do Recife, organizada pela Fundação de Cultura Cidade do Recife, marcam ainda o Dia Estadual dos Doutores da Alegria, 28 de setembro, data instituída pela Assembleia Legislativa de Pernambuco desde 2013.

A concentração do 5º Bobociclismo, o passeio ciclístico mais bobo do mundo, será às 8h30, no Parque da Jaqueira, em frente ao Econúcleo. A saída está marcada para 9h30. Nesse intervalo, os 13 palhaços que integram o trabalho no Recife recepcionam e interagem com os ciclistas e até comandam um “alongamento de bobos”.

Do Parque da Jaqueira, o passeio percorre ruas da Zona Norte e do Centro do Recife até chegar à Rua da Aurora, onde acontece a dispersão. “Nossa atuação estimula o lado saudável das crianças, dentro e fora dos hospitais. E tanto o exercício físico quanto a arte fazem parte disso”, explica Arilson Lopes, coordenador artístico da unidade Recife do Doutores da Alegria.

EXPOSIÇÃO – Depois do Bobociclismo, os palhaços vão inaugurar a exposição Doutores da Alegria Recife | 15 anos – A máscara do palhaço inserida no ambiente hospitalar, às 13h, na Avenida Rio Branco, no Bairro do Recife. A exposição estará aberta à visitação do público até às 17h.

Com curadoria da fotógrafa e professora Renata Victor, a mostra reúne 15 imagens registradas por fotógrafos que acompanharam o trabalho do Doutores da Alegria ao longo desses anos de atuação continuada. Para escolher as imagens que iriam compor a exposição, Renata Victor se debruçou sobre um acervo de mais de mil fotografias.

“Pensei que iria me deparar com imagens pesadas, diante da realidade de vulnerabilidade das crianças nos hospitais. Mas o que encontrei foi um universo de beleza e de bem-estar. A cada foto selecionada, percebia como os palhaços encontram a melhor maneira de intervir junto às crianças”, explica a curadora. Para Arilson Lopes, “as fotografias mostram o que, muitas vezes, é difícil traduzir em palavras: a sensibilidade de cada encontro entre o palhaço e a criança hospitalizada, o seu acompanhante, o profissional de saúde. O nosso trabalho é baseado na potência desses encontros”.

Depois de ser vista no Bairro do Recife no domingo (30), a exposição Doutores da Alegria Recife/15 anos – A máscara do palhaço inserida no ambiente hospitalar vai circular pelos quatro hospitais atendidos pelos palhaços na capital pernambucana. De 2 de outubro até o dia 18, a mostra será montada no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no bairro dos Coelhos.
 
Doutores da Alegria no Recife

Em 2003, começava oficialmente a história do Doutores da Alegria no Recife. Wellington Nogueira, fundador da associação, havia conhecido a capital pernambucana alguns anos antes e, desde então, sonhava com a possibilidade de expandir o trabalho para o Nordeste, levando a figura do palhaço que brinca de médico ao encontro de outros públicos. A força e a importância da cultura no Recife se mostraram determinantes para que a cidade fosse escolhida como uma das sedes do Doutores da Alegria no Brasil. Além do Recife, a associação atua em São Paulo e no Rio de Janeiro.
 
Doutores da Alegria no Brasil

Doutores da Alegria é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que utiliza a arte do palhaço para intervir junto a crianças, adolescentes e outros públicos em hospitais públicos e ambientes adversos. Fundada por Wellington Nogueira em 1991, ou seja, há 27 anos, a associação já realizou mais de 1,7 milhão de intervenções junto a crianças hospitalizadas, seus acompanhantes e profissionais de saúde.

A partir das intervenções em hospitais, Doutores da Alegria amplia canais de diálogos reflexivos com a sociedade, compartilhando o conhecimento produzido através de formação, pesquisa, publicações e manifestações artísticas, contribuindo para a promoção da cultura e da saúde e inspirando políticas públicas.
 
Como ajudar na manutenção da associação Doutores da Alegria
 
O trabalho da associação Doutores da Alegria, gratuito para os hospitais, é mantido por doações de empresas e de pessoas físicas, tanto por recursos próprios quanto por recursos advindos por meio das leis de incentivo fiscal. Os recursos das contribuições permitem a continuidade e a expansão das atividades e da estrutura do grupo, a realização de atividades de formação, oficinas e o aprimoramento técnico dos artistas. Quem quiser ajudar o trabalho da associação Doutores da Alegria pode entrar no site www.doutoresdaalegria.org.br e em facebook.com/doutores.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.