Crime Polícia prendem quatro homens acusados de assaltar na saída de banco Dois dois detidos já possuíam antecedentes criminais por roubo. Grupo também é suspeito de roubar uma joalheria em outubro do ano passado

Publicado em: 21/09/2018 14:22 Atualizado em:

A Polícia Civil prendeu quatro homens, naturais do Pará, suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em assaltar clientes na saída dos bancos. Os paraenses foram detidos em uma casa localizada na cidade de Paulista, na Região Metropolitana do Recife. Com o grupo, os policiais apreenderam celulares e relógios, além de capacetes e vestimentadas usadas nas ações criminosas. A quadrilha também é suspeita de praticar um assalto a uma joalheria.  

De acordo com o delegado Luiz Alberto, adjunto da Delegacia de Repressão ao Roubo e Furto, Cleison Melo Sardinha, Manoel Ferreira da Silva, Valdeson Costa Trindade e Kayson Lobato Aragão cometiam os assaltos em todos os estados do Nordeste. “Em Pernambuco, estão há cerca de dois meses. Sabemos também que a quadrilha passou outro período aqui, há dois anos, praticando vários assaltos”, comentou. 

O quarteto foi preso na última terça-feira (18), em Boa Viagem, quando se preparava para cometer mais um crime. Eles iriam assaltar um cliente que saia de uma agência bancária. "Eles confessaram que pretendiam fazer o roubo numa agência do centro do Recife", contou o delegado. 

Os presos já possuiam antecedentes criminais. "Eles têm envolvimento em ações ocorridas em vários bairros. Entre elas estão: Pina, na Zona Sul, em agosto, Praça do Entroncamento, nas Graças, na Zona Norte, este mês, e Avenida Rosa e Silva, na Zona Norte, em junho", informou o delegado Luiz Alberto, lembrando ainda o assalto ocorrido a joalheria em em outubro do ano passado. Segundo a polícia, Manoel da Silva e Cleison Sardinha, que tinham mandados em aberto expedidos por crimes no Pará, também foram autuados por uso de documento falso.

De acordo com a Polícia, a quadrilha agia em etapas. Parte do grupo ficava do lado de fora da agência, enquanto outra entrava para observar o movimento dos clientes. "Eles identificavam possíveis alvos na hora do atendimento. Geralmente, clientes que faziam uma quantia razoável de saques", explicou o delegado. Quem estava do lado de dentro da agência, passava a informação para os outros que permaneciam na rua. "Eles usavam armas para abordar o cliente e fugiam sempre usando motos", disse. 

Na hora em que foram presos, em Boa Viagem, os quatro homens estavam em um carro. Os policiais apreenderam uma pistola calibre 7,65, municiada. Os policiais descobriram o endereço de uma oficina, no Recife, onde localizaram e apreenderam a moto que geralmente era utilizada nos assaltos. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.