Urbanismo Feirinha de Boa Viagem com novo ordenamento A Prefeitura do Recife reposicionou as 143 barracas de artesanato para deixar as ruas mais largas aos visitantes e distribuir os comerciantes por segmento

Publicado em: 21/09/2018 08:48 Atualizado em: 21/09/2018 09:00

Imagem: DP/Arquivo
Imagem: DP/Arquivo

Turistas e moradores agora terão mais conforto para caminhar e conhecer os produtos oferecidos na Feira de Arte e Artesanato de Boa Viagem, na Zona Sul da capital pernambucana. A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (SDSMA), reposicionou as 143 barracas de artesanato, proporcionando ruas mais largas aos visitantes e uma nova distribuição dos comerciantes por segmento. A feirinha considerada um dos principais pontos turísticos da cidade já passa a funcionar com o novo formato, nesta sexta-feira (21).
 
Realizado pelo Programa de Desenvolvimento do Artesanato (PRODARTE), o reordenamento padronizou a disposição das barracas e a largura das ruas que passaram a somar cerca de 2,5 metros. “Buscamos facilitar a vida dos cidadãos, sejam eles visitantes da feira ou pessoas de passagem pelo local. Agora, a nova arrumação permite que todos, especialmente os cadeirantes, transitem com tranquilidade pelo espaço. Antes dessa disposição, encontrávamos ruas com apenas 1,5 metros de largura e até mesmo fechadas”, pontua a gestora do Prodarte, Ledjane Sales.
 
Ao longo da feira, os comerciantes estão agrupados em 11 segmentos: couro; bordado; confecção; moda praia; camiseta; bijuteria; madeira; cerâmica; brinquedos; tapeçaria e artes plásticas. “Resolvemos concentrar os comerciantes de mesmo segmento em determinadas áreas para que os clientes possam visualizar melhor os produtos oferecidos na feira. Com isso, eles têm mais opção de escolha”, explica Ledjane Sales, acrescentando que todas as barracas da feira já estão padronizadas.
 
O reordenamento faz parte de uma ação de valorização e fomento da tradicional Feira de Arte e Artesanato de Boa Viagem, que envolve a secretária de Turismo, Esporte e Lazer e a SDSMA. A feirinha funciona todos os dias das 15h às 22h e fica localizada na Rua Barão de Souza Leão, na Zona Sul do Recife.
 
ARTESÃOS - O Programa de Desenvolvimento do Artesanato (PRODARTE) foi pelo Decreto nº 13.894/87 com o objetivo de fomentar o artesanato do Recife por meio do apoio aos artesãos cadastrados na Prefeitura, do fortalecimento da geração de renda e da divulgação cultural do município. Cadastrados na Prefeitura, os artesãos vinculados encontram no Programa a estrutura ideal para a participação em feiras, como a Fenearte, além de contar com estrutura permanente em alguns pontos da cidade. A equipe do Prodarte orienta e apoia a produção artesanal, bem como facilita o acesso a capacitações com o intuito de qualificar o trabalho desses artistas manuais.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.