inclusão Com o trabalho de reeducandos, Petrolina ganha nova praça e ciclovia Prefeitura vai entregar equipamentos de lazer como parte da comemoração de 123 anos de emancipação política da cidade. As obras foram fruto do trabalho de reeducandos do sistema aberto

Publicado em: 20/09/2018 16:10 Atualizado em:

Uma das obras a serem entregues será a conclusão da ciclovia da orla da cidade - Foto:  Peu Ricardo/Esp.DP
Uma das obras a serem entregues será a conclusão da ciclovia da orla da cidade - Foto: Peu Ricardo/Esp.DP
A cidade de Petrolina, no Sertão do estado, comemora 123 anos de emanciapação política nesta sexta-feira (21). Como parte dos festejos, a prefeitura do município vai entregar dois equipamentos de lazer que passaram por obras com o trabalho de reeducandos que cumprem pena no regime aberto. São elas, a revitalização da Praça da Zagaroba na Avenida Guararapes, no centro da cidade, e na conclusão da pista da ciclovia da Orla. Os moradores poderão prestigiar as entregas amanhã, a partir das 9h. 

Os trabalhadores atuaram na recuperação do piso, construção dos canteiros, na pintura e na limpeza das obras. Eles recebem um salário mínimo, vale transporte a auxílio alimentação. O Patronato Penitenciário, órgão vinculado à SJDH, acompanha os apenados. Eles são parte  "Foi através desse trabalho que consegui levantar minha autoestima e a oportunidade de voltar à sociedade com o meus esforços e longe da vida que eu tinha no crime", relata o reeducando Jaedson Gomes, empregado há cinco anos.

A conclusão da ciclovia e a revitalização da Praça Zagaroba foram feitas por 28 de 71 postos de trabalho de reeducandos, parceria entre o Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e a prefeitura da cidade. "São mão de obra de extrema importância para nossa cidade e foi fundamental para os reparos da Praça da Zagaroba e a conclusão da ciclovia a orla. Aqui em Petrolina, contamos com 71 reeducandos trabalhando em prol da população", pontua a Diretora de Serviços Públicos de Petrolina, Tyane Nunes.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.