Solidariedade Pernambuco recebe mais três imigrantes venezuelanos Mais três venezuelanos se juntam aos 99 imigrantes que já chegaram ao Estado

Publicado em: 20/09/2018 08:46 Atualizado em: 20/09/2018 08:52

Grupo de 30 imigrantes chegaram no Recife na última segunda-feira. Eles estão em Igarassu. Imagem: Divulgação
Grupo de 30 imigrantes chegaram no Recife na última segunda-feira. Eles estão em Igarassu. Imagem: Divulgação

Pernambuco acolhe mais uma família com três imigrantes venezuelanos - um homem, uma mulher e uma criança de 4 anos - nesta quinta feira (20), às 14h, na Base Aérea do Recife. O grupo foi desvinculado do que chegou na terça por falta de capacidade na aeronave, que só comporta 30 pessoas, além da tripulação e equipe técnica. 

Vindos de Roraima, serão alojados em residências administradas pela ONG Aldeias Infantis, em Igarassu. O local, que já acolhe dois grupos que chegaram em julho e na última terça-feira (18), possui estrutura residencial composta por sete casas com cinco quartos que cabem até 10 pessoas. 

Com a chegada do trio, Pernambuco passam a abrigar 102 venezuelanos. De 18 a 21 setembro, quatro vôos saem do aeroporto da Boa Vista levando venezuelanos que serão acolhidos pelos estados de Pernambuco, Paraíba, Amazonas, Brasília e Rio de  Janeiro. 

A Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), por meio da Executiva de Assistência Social (SEASS), faz parte do comitê de órgãos que coordena as ações conjuntas de acolhimento emergencial dos venezuelanos. A partir da instalação dos imigrantes, o Estado, junto ao município de Igarassu, vai identificar as principais necessidades e articular ações básicas, como atendimento de saúde, inclusão em escolas para as crianças em idade escolar, estratégias de qualificação profissional e inserção no mercado de trabalho.

A vinda dos venezuelanos para Pernambuco faz parte de um acordo entre o Governo do Estado com a Secretaria Nacional da Casa Civil e o Comitê Federal de Assistência Emergencial, que desde o início do ano tratam do fluxo migratório desses estrangeiros. Anteriormente, o governo federal já realizou outras etapas de interiorização, levando venezuelanos para as cidades de Cuiabá, Manaus e São Paulo.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.