Saúde Médicos da PCR podem decretar greve por tempo indeterminado Categoria se reúne em assembleia nesta quinta. Sem resposta do governo municipal, os médicos ameaçam com movimento grevista

Publicado em: 20/09/2018 08:11 Atualizado em: 20/09/2018 08:26

Por enquanto, o atendimento está sendo mantido normalmente nas UPAs. Imagem: Arquivo/DP
Por enquanto, o atendimento está sendo mantido normalmente nas UPAs. Imagem: Arquivo/DP

Os médicos vinculados à rede municipal do Recife continuam com o movimento de paralisação de 72h, aprovado na semana. Os profissionais realizam nova assembleia geral, nesta quinta-feira, (20), às 10h, no auditório da Associação Médica (AMPE), no bairro da Boa Vista, com possibilidade de deflagração de greve por tempo indeterminado. 

Os médicos estão insatisfeitos com a falta de resposta da  Secretaria Municipal de Saúde, em relação ao cumprimento do Termo de Compromisso, assinado no mês de janeiro passado. De acordo com o Sindicato dos Médicos (Simepe), os pleitos abrangem melhorias na segurança das unidades de saúde, abastecimento de insumos e investimentos em medicamentos, na área de saúde mental, exames complementares equipamentos.

A categoria  reivindica também que a questão remuneratória, através da Lei de Incorporação da Gratificação de Plantão e a equiparação salarial com o Estado) seja de fato cumprida pela gestão do Recife.

O atendimento às urgências e emergências está sendo será mantido durante todo o período da paralisação. Ficando restrito a suspensão das atividades a todos os serviços eletivos, ambulatórios e postos vinculados ao Estratégia de Saúde da Família (ESF). Todos os serviços adiados podem ser reagendados para os próximos dias. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.