Crime Corpo de adolescente é encontrado no terreno da FOP O adolescente estava amarrado, amordaçado e com duas perfurações de balas na cabeça

Por: Graça Prado

Publicado em: 19/09/2018 22:16 Atualizado em:

A Polícia Civil encontrou, nesta quarta-feira (19), no terreno da Faculdade de Odontologia de Pernambuco (Fop), localizada no bairro de Tabatinga, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife (RMR), o corpo de Wenderson Quirino de Santana, de 16 anos. O adolescente estava amarrado, amordaçado e com duas perfurações de balas na cabeça. Não se tem informações sobre a hora e a autoria do crime, nem se o mesmo aconteceu no local. 

De acordo com a Polícia Civil, pelas características observadas durante a realização da perícia, o assassinato do menor pode ter sido motivado por rixas ou em represália a possíveis atos infracionais cometidos por ele. O corpo estava próximo ao prédio da escola, pertencente à Universidade de Pernambuco(UPE), ocupado por várias famílias. Segundo moradores, essa é a quarta vítima de assassinato encontrada naquela área. 

Ainda conforme informações, a falta de segurança vem gerando um clima de medo no bairro, com o registro crescente de assaltos. No início desse mês, estudantes da Faculdade foram surpreendidos com a investida de elementos armados que invadiram a escola. Dias depois, o Diretório Acadêmico também esteve na mira dos bandidos, que arrombaram o teto do imóvel, entraram e roubaram vários objetos, dentre eles, eletrodomésticos. 

Através de Nota, a Universidade de Pernambuco(UPE) e a Faculdade de Odontologia informaram que “a Reitoria da Universidade de Pernambuco (UPE) e a Direção da sua Faculdade de Odontologia (FOP), diante dos recentes relatos, reconhecem o aumento de atos de violência na área do Campus Camaragibe e o consequente aumento do clima de insegurança na unidade, o que coloca em risco o desenvolvimento das ações acadêmicas nesta unidade. Ciente do ocorrido, providências imediatas como contatos com os dirigentes da unidade e emissão de ofícios para a Secretaria da Casa Civil, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação e Secretaria de Defesa Social(SDS), solicitando a presença efetiva da polícia no entorno do Campus e agendamento de reunião para tratar de estratégias que garantam a segurança em toda Universidade, já foram tomadas. O Reitor da UPE, Professor Pedro Falcão, a Vice-reitora da instituição, Professora Socorro Cavalcanti, e a direção da FOP/UPE, estão comprometidos com o diálogo acadêmico para o enfrentamento do quadro de risco, e, assim, poderão garantir a segurança necessária ao cumprimento das ações da comunidade acadêmica e pessoas que recebem os serviços odontológicos nesta importante instituição.”


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.