Combate ao crime Polícia prende 13 acusados de homicídios e tráfico Um dos alvos da ação está o presidiário John Caetano Rodrigues, que ficou conhecido na década de 1990 por cometer sequestros no Recife

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 13/09/2018 09:44 Atualizado em: 13/09/2018 09:58

Equipe reunida na madrugada desta quinta, no Departamento de Homicídios, se preparando para a operação. Foto: PCPE/Divulgação
Equipe reunida na madrugada desta quinta, no Departamento de Homicídios, se preparando para a operação. Foto: PCPE/Divulgação

Pelo menos 13 pessoas já foram presas nesta manhã de quarta-feira (14) numa operação de combate a homicídios, tráfico de drogas e associação criminosa, realizada pela Polícia Civil de Pernambuco. Entre os alvos da ação, batizada de Vulcano, está o presidiário John Caetano Rodrigues, conhecido por ser autor de vários sequestros na década de 1990, que mesmo atrás das grades continuava comandando o crime. 

De acordo com o chefe da Polícia Civil, o delegado Joselito Kerhle do Amaral, John Caetano continuava ativo nas organizações criminosas. "Em abril de 2016, ele participou da explosão do muro da Penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá, onde fugiram vários detentos. Também foi alvo da operação Evasão. E em abril deste ano, ele foi alvo também na Operação Milagres, voltada para capturar traficantes e homicidas. Ele foi transferido de um presídio para outra unidade do sistema, mas mesmo assim voltou a delinquir", falou.

Imagem: PCPE/Divulgação
Imagem: PCPE/Divulgação
Segundo o chefe de Polícia, John Caetano coordenava as mortes daqueles que entrassem na rivalidade do tráfico de drogas. "Ele também comandava o tráfico de dentro do presídio no bairro do Ibura e na Zona Sul do Recife", informou.

O delegado disse ainda que as irnformações eram repassadas por meio de visitas nas unidades penais. Duas mulheres estão presas nesta operação. "Fizemos um trabalho de inteligência em parceria com a Seres. Essas mulheres tentaram fugir, mas uma foi presa em Limoeiro e outra em Caruaru. Elas faziam tráfico, gerenciavam e distribuiam as drogas", comentou Joselito Kerhle.

Dos 15 mandados de prisão, 13 foram cumpridos, destes nove eram contra detentos do próprio sistema penitenciário. A maior parte dos homicídios, segundo a Polícia, ocorreu na Comunidade dos Milagres, no Ibura, e na Zona Sul do Recife. John Caetano cumpre pena no sistema penitenciário desde 2001. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.