Polícia Presos os três suspeitos de explodirem o Banco do Brasil de Pombos A polícia divulgou imagens do líder do bando que está foragido

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 06/09/2018 11:29 Atualizado em: 06/09/2018 11:53

Delegado Luiz Alberto Braga divulgou imagens do homem que seria líder da quadrilha e está foragido. Imagem: PCPE/Divulgação
Delegado Luiz Alberto Braga divulgou imagens do homem que seria líder da quadrilha e está foragido. Imagem: PCPE/Divulgação

Três suspeitos de participarem da explosão a agência do Banco do Brasil de Pombos, município do Agreste, em julho deste ano, foram presos pela equipe da Delegacia de Polícia de Roubos e Furtos (DPRF). Dois dos suspeitos foram localizados no município de Vitória de Santo Antão, na última terça-feira (4). Um terceiro homem, envolvido com o assalto,  Darlay Eduardo da Silva, 20, também foi preso na mesma cidade.

Imagem: Divulgação/PCPE
Imagem: Divulgação/PCPE
Dos cinco homens que participaram do assalto, dois integrantes do bando ainda estão foragidos. Segundo a Polícia Civil, o líder da quadrilha, identificado como José Dornelles Ribeiro de Vasconcelos, teria sido visto em Caruaru, no Agreste. As imagens dele foram divulgadas pela polícia, que pediu a colaboração da população com denúncias. As informações podem ser repassadas pelo número: 3421.9595. 

Os presos na operação, realizada na última terça, são Wesley Santos Silva, 23 anos, e Cristian Douglas da Silva Amorim, 24, ambos com mandados de busca expedidos pela Justiça. Eles foram autuados e encaminhados para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima. 

Segundo o delegado Luiz Alberto Braga, adjunto da Delegacia de Roubos e Furto, foi identificado primeiro um dos presos, Wesley. "Ele seria responsável por colocar grampos na pista para dificultar acesso da Polícia no dia do assalto. Os outros dois manusearam as armas, um fuzil e uma espingarda, no dia do assalto", disse.

O delegado acredita que como eles portavam as armas de mesmo calibre, teriam sido as mesmas usadas no dia do assalto a agência bancária e também utilizadas para atirar contra o prédio da Polícia Civil e destacamento da Polícia Militar em Pombos. 

TERROR - O assalto a agência do Banco do Brasil em Pombos ocorreu na madrugada do dia 3 de julho. Um grupo formado por cerca de 15 homens teria chegado até o centro do município, onde o banco está localizado, aterrorizando a população. Eles efetuaram vários disparos de arma de grosso calibre, assustando a vizinhança que reside próximo da agência bancária. Ninguém se feriu. 

Para dificultar o acesso dos policias na hora da fuga, os bandidos espalharam grampos na pista. Mas os policiais do Grupo de Apoio Tático Itinerante (Gati) ainda chegaram a trocar tiros com os criminosos, que fugiram em direção à zona rural do município. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.