Igualdade Corrida para AMAR: um dia de esporte e lazer em Boa Viagem

Publicado em: 26/08/2018 19:47 Atualizado em: 26/08/2018 20:08

Corrida já integra o hall de eventos esportivos do Recife. Foto: AMAR/Divulgação
Corrida já integra o hall de eventos esportivos do Recife. Foto: AMAR/Divulgação

A Aliança das Mães e Famílias Raras (AMAR) promoveu neste domingo (26) a Corrida para Amar, no segundo jardim, em Boa Viagem. A ação de lazer e esportes fez parte da Semana da Pessoa Com Deficiência e comemora os cinco anos da AMAR. A corrida reuniu cerca de mil pessoas, sendo 300 corredores. 
As atividades começaram às 14h com a concentração dos participantes e voluntários da AMAR, onde o Palhaço Chocolate se apresentou para as crianças. A edição deste ano contou com o apoio da Uninassau, Biogen, Prefeitura do Recife, Casa de farinha e Ampla.

Além da corrida oficial de 5 km, também foram realizadas corrida só com crianças e uma corrida para as pessoas de cadeiras de rodas e com mobilidade reduzida. 
A corrida já integra o hall de eventos esportivos da cidade e conta com o apoio dos profissionais da Academia da Cidade. De acordo com a presidente da AMAR, Pollyana Dias, este domingo foi um dia de reunir esportes e inclusão. “Hoje foi um dia para celebrar a vida onde a inclusão aconteceu. Todas as pessoas se respeitaram e foram iguais, como deve ser. É assim que encerramos a semana estadual e municipal da pessoa com deficiência e o aniversário da AMAR porque amar é para todos”, disse Pollyana.

Aliança
Atualmente, a AMAR conta com uma rede de 420 beneficiários, o que significa o impacto direto na vida de 1600 pessoas, considerando o número de familiares e de cuidadores. A rede de voluntários é ampla, composta por gente de todos os perfis e diversas habilidades. Com a visão ampla e o objetivo de atender a vida de seus beneficiários não só na busca por melhores condições de saúde e pelo resgate da sensação de pertencimento na sociedade, mas também pela viabilidade e investimento na geração de renda e oportunidade para todas as mães que integram a organização.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.