Nazaré da Mata Adolescente morre eletrocutado em cerca elétrica clandestina Outro jovem de 16 anos encontra-se internado em estado grave no Hospital da Restauração, no Recife

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 23/08/2018 10:44 Atualizado em: 23/08/2018 13:50

Adolescente de 16 anos, ferido com o choque, está internado em estado grave no HR. Foto: Arquivo/DP
Adolescente de 16 anos, ferido com o choque, está internado em estado grave no HR. Foto: Arquivo/DP
A Polícia Civil investiga a morte de um adolescente de 14 anos, vítima de choque em uma cerca elétrica clandestina, em Nazaré da Mata, a 65 quilômetros do Recife, na Mata Norte do Estado. No incidente, outro jovem de 16 anos ficou gravemente ferido. O dono do imóvel, localizado no centro da cidade, onde a cerca estava, instalada fugiu, logo após a morte. Ele está sendo procurado pela Polícia. O acidente ocorreu no início da tarde da última quarta-feira (22).

O delegado Romel Ricardo, titular da Delegacia de Nazaré da Mata, responsável pelo caso, deve ouvir testemunhas nesta quinta-feira (23). Segundo vizinhos do suspeito, ele teria instalado a cerca usando fiação clandestina para impedir que adolescentes entrassem em sua casa para praticar pequenos furtos. De acordo com o delegado, os dois jovens encostaram em um arame eletrificado e acabaram levando a descarga elétrica.  

Inicialmente, os dois garotos, de 14 e 16 anos, foram socorridos na emergência do Hospital Ermírio Coutinho, no município, e depois um deles, o sobrevivente, trazido para o Hospital da Restauração, no Recife. O adolescente de 16 anos está em estado grave, respirando com a ajuda de aparelhos. Já de 14 anos, sofreu uma parada cardíaca e não resistiu. O corpo do garoto foi trazido para o Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, no Recife. 

REGRAS - Segundo a Polícia, para ter uma cerca eletrificada em casa é preciso ter uma autorização, seguindo normas de segurança para instalação do equipamento. O que neste caso, não ocorreu. O fio estava ligado a uma voltagem de 220. As normas devem obedecer às exigências da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que em Pernambuco está regulamentada na Lei nº 12.541, de 2004.

Pela norma, a regulagem do equipamento deve ser instalado de forma a produzir choque pulsativo em corrente contínua cuja amperagem não seja mortal, sendo respeitados os seguintes limites máximos: até 10 mil volts e uma corrente de cinco amperes. A instalação da cerca elétrica também precisa ter uma altura mínima de 2,10 metros do seu fio mais baixo (em relação ao piso da parte externa do imóvel cercado), fixada na parte superior de muros, grades e telas.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.