Arborização Recife Antigo ganha 40 mudas de árvores A ação faz parte de uma compensação ambiental da Celpe após uma intervenção em um Setor de Sustentabilidade Ambiental no bairro de Tejipió

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 21/08/2018 12:15 Atualizado em: 21/08/2018 12:24

A ideia é diminuir as ilhas de calor no centro do Recife.
Foto: Mariana Fabrício/DP. (A ideia é diminuir as ilhas de calor no centro do Recife.
Foto: Mariana Fabrício/DP.)
A ideia é diminuir as ilhas de calor no centro do Recife. Foto: Mariana Fabrício/DP.

Começaram a ser plantadas na manhã de hoje (21), dez mudas de Massaranduba e Ipês na Avenida Rio Branco, no bairro do Recife Antigo. Nos próximos cinco dias, será a vez do Cais do Apolo, localizado no mesmo bairro, receber 36 árvores da espécie Pau-Ferro. A ação faz parte de uma compensação ambiental da Celpe e está sendo executada pela Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (SDSMA).

A compensação ambiental ocorreu por conta de uma intervenção realizada em uma área classificada como Setor de Sustentabilidade Ambiental, como prevê a Lei Municipal nº 16.243, no bairro de Tejipió, na Zona Oeste da cidade, para construção de uma subestação de tratamento de água da Companhia Energética de Pernambuco. A recomposição vegetal é obrigatória quando alguma obra tem impacto significativo na natureza.

O plantio seguiu o Projeto de Revitalização/Implantação de Áreas Verdes (PRAV) da cidade. 
Foto: Mariana Fabrício/DP. (O plantio seguiu o Projeto de Revitalização/Implantação de Áreas Verdes (PRAV) da cidade. 
Foto: Mariana Fabrício/DP.)
O plantio seguiu o Projeto de Revitalização/Implantação de Áreas Verdes (PRAV) da cidade. Foto: Mariana Fabrício/DP.

"Foi realizado todo o projeto de pedestrianização da Avenida Rio Branco e ficou faltando um plantio adequado. As espécies têm cerca de três metros de altura por se tratar de uma área que tem muito vento e ser perto do mar, o que torna a adaptação um pouco mais difícil, necessitando um porte maior e mais resistente. Então a gente escolheu com cuidado essa compensação para fazer o sombreamento do boulevard", explicou o secretário da pasta, Bruno Schwambach. Como se trata de uma compensação, não há recursos do município empregados no plantio.

A Prefeitura indicu o local para o plantio através do Projeto de Revitalização/Implantação de Áreas Verdes (PRAV). As avenidas Rio Branco e Cais do Apolo foram escolhidas com o propósito de ampliar a arborização da área central do Recife e reduzir as ilhas de calor. O plantio das mudas atende ao Manual de Arborização do Recife e de acordo com o órgão, uma área de aproximadamente 1.280 metros será beneficiada.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.