Segurança Polícia Militar recebe 92 motocicletas para reforçar o policiamento Foram investidos R$ 20 milhões na compra dos veículos

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 20/08/2018 10:48 Atualizado em: 20/08/2018 11:31

Divulgação/PMPE
Divulgação/PMPE

A Polícia Militar de Pernambuco recebe, nesta segunda-feira (20), 92 novas motocicletas, que vão reforçar o policiamento em todo o estado.  A solenidade de entrega dos equipamentos aconteceu nesta manhã, no quartel do Comando Geral da PMPE, no bairro do Derby. O novo novo lote de veículos faz parte de um conjunto de 700 motos que foram adquiridas este ano pelo governo. Destas, 503 já tinham sido entregues. 

As motocicletas irão renovar a frota de batalhões e unidades especializadas na Capital, Agreste e Região Metropolitana, além do Sertão. Foram investidos R$ 20 milhões na compra dos veículos. As 92 motocicletas BMW 700 cilindradas entregues nesta manhã serão distribuídas para as forças policiais que atuam em unidades especializadas da PMPE, como o Batalhão de Choque (BPChoque), a Radiopatrulha, o Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), a Companhia Independente de Policiamento com Motos (CIPMotos), o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), os Batalhões Integrados Especializados de Policiamento (1º e 2º BIESP) e a Diretoria Integrada Especializada (DIRESP). Também será contemplado o 6º Batalhão da PMPE, com sede em Jaboatão dos Guararapes.

O secretário Antônio de Pádua destaca que a aquisição de novos veículos tem papel importante na redução dos índices de criminalidade. "A motocicleta é um equipamento de ajuda na ostensividade e também em abordagens e capturas, de forma mais rápida e ágil. Com a renovação da frota estamos reforçando as patrulhas rurais e urbanas da Polícia Militar em todas as regiões do Estado, intensificando o policiamento ostensivo e ampliando a atuação de unidades especializadas, a exemplo do Choque e da Radiopatrulha, que chegaram ao interior por meio dos BIEsps de Caruaru e Petrolina. Os últimos lotes de motos entregues já demonstram que o motopatrulhamento oferece uma resposta mais rápida à criminalidade. É mais uma ação que contribui para fazer um estado mais seguro para os pernambucanos", diz.
O total investido pelo Estado para aquisição das novas viaturas supera R$ 20 milhões, viabilizados por financiamento do BNDES.

PLANO DE SEGURANÇA - Anunciadas pelo governador Paulo Câmara em abril de 2017, as medidas do Plano Estadual de Segurança Pública de Pernambuco preveem ações efetivas com objetivo de reduzir os índices de criminalidade do Estado. Entre elas, a renovação da frota das polícias e a contratação de novos profissionais. Até o momento, o Governo do Estado entregou o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) e renovou e ampliou a frota de viaturas do Corpo de Bombeiros (CBMPE), com a entrega de 61 veículos.

Também inaugurou dois Batalhões Especializados de Policiamento (BIEsp), nos municípios de Caruaru e Petrolina; as Companhias Independentes da Polícia Militar (CIPM) de Araripina, Tamandaré e Lajedo; e começou a interiorização da Polícia Científica, com a inauguração de unidades em Arcoverde, Ouricuri, Garanhuns e Afogados da Ingazeira.

Nos últimos quatro anos, o Governo também vem investindo nos profissionais das forças de segurança pública, com a promoção de mais de 12.000 oficiais e praças da PMPE e do CBMPE; a nomeação de 5.787 novos policiais militares, civis, da Polícia Científica e do Corpo de Bombeiros; e a abertura, este ano, do concurso público para preenchimento de 500 vagas de praças da PMPE e de 80 oficiais, dos quais 60 para a PMPE e 20 para o Corpo de Bombeiros Militar.

Outras ações que integram o Plano estão por vir, como a inauguração do 26º Batalhão da Polícia Militar (26º BPM), em Itapissuma (RMR); a entrega da Unidade Regional da Polícia Científica em Palmares (Mata Sul); e a abertura, ainda este ano, de unidades do Corpo de Bombeiros nos municípios de Bonito, Toritama (Agreste), São José do Belmonte e Custódia (Sertão).


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.