Medicina Corpo de mestre e Ph.D em fisiologia e farmacologia, Edson Xavier de Albuquerque é seputado nesta sexta Desde 1974 o cientista ocupava o cargo de professor de presidente do Departamento de Farmacologia e Terapêutica Experimental da Escola de Medicina da Universidade de Maryland, em Baltimore, nos Estados Unidos

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 16/08/2018 21:24 Atualizado em:

Foto: WhatsApp/Cortesia
Foto: WhatsApp/Cortesia

O corpo do médico pernambucano mestre e Ph.D em fisiologia e farmacologia Experimental da Escola de Medicina da Universidade de Maryland, Baltimore, nos Estados Unidos, Edson Xavier de Albuquerque, falecido no dia 22 do mês passado, aos 82 anos, será enterrado nesta sexta-feira (17), às 11h30, no Cemitério Parque das Flores, no bairro de Tejipió, na Zona Oeste do Recife. Segundo os familiares, o valório iniciará às 7h30.

Edson formou-se em medicina pela UFPE, em 1959, e desde 1974, ocupava o cargo de professor de presidente do Departamento de Farmacologia e Terapêutica Experimental da Escola de Medicina da Universidade de Maryland, em Baltimore, nos Estados Unidos. Em nota de pesar, a Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêutica Experimental lamentou a perda do profissional.


O cientista deixa sua esposa e três filhos, com quem morava nos EUA. A família realizou uma missa de sétimo dia na Igreja Nossa SenhOra de Fátima, em Casa Forte. O irmão de Edson, o engenheiro Elétrico Edésio Xavier Albuquerque, informou ao Diario que  fez uma visita a ele no ano passado. "Meu irmão dedicou toda a sua vida em prol da ciência. Ele estava programando para vir ao Brasil ainda este ano, mas teve um problema no intestino, passou por duas cirurgias e não resistiu".

O médico chegou a receber reconhecimento internacional com sua pesquisa eletrofisiológica sobre receptores de neurotransmissores nos sistemas nervoso central e periférico. Ele ainda desenvolveu estudos no campo da transmissão neuromuscular e descobriu propriedades de muitas toxinas que são usadas como ferramentas  neuromusculares.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.