Educação Cerimônia do Jaleco: bolsistas comemoram vaga em curso de medicina Alunos de escolas públicas ganharam bolsa em faculdade privada por meio da nota do Enem

Publicado em: 16/08/2018 17:57 Atualizado em: 16/08/2018 18:11

Curso de medicina da FITS é o único de Jaboatão dos Guararapes. Foto: Divulgação.
Curso de medicina da FITS é o único de Jaboatão dos Guararapes. Foto: Divulgação.
A noite desta quinta-feira (16) será de emoção para Lidiane Gomes, 21 anos, moradora de Jaboatão dos Guararapes. Filha de uma babá e de pai ausente, a estudante vai cursar medicina. Com nota 704 no Exame Nacionam do Ensino Médio (Enem), foi aprovada em direito na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O sonho de ser médica, porém, falou mais alto. Em agosto deste ano, participou do Programa de Bolsas da Faculdade Integrada Tiradentes (FITS) e recebeu a notícia de que havia sido selecionada para ingressar na próxima turma. "Minha mãe e minha avó estarão comigo na Cerimônia do Jaleco e será emocionante. Serei a primeira da minha família a fazer um curso de graduação", disse.

Ao lado de Lidiane, outros nove alunos que participaram do mesmo processo seletivo também serão recebidos como contemplados com a bolsa integral e poderão fazer o curso, com duração de seis anos, gratuitamente. Ainda participam da Cerimônia do Jaleco os 40 alunos aprovados no último vestibular, com renda que permite arcar com as mensalidades de uma universidade privada. Considerando o valor atual da mensalidade da FITS, o curso de medicina completo significa um investimento de R$ 504 mil em seis anos. O programa de bolsas foi uma das contrapartidas que a Faculdade Tiradentes apresentou para ganhar a licitação que escolheu a mantenedora para o município de Jaboatão dos Guararapes, através do Programa Mais Médicos e do Ministério da Educação (MEC), com resultados divulgados no início de 2018.

Para concorrer às bolsas, os candidatos participaram de processo seletivo, apresentando nota do Enem e documentação que comprovasse renda familiar máxima de 1,5 salário mínimo per capita e a conclusão do ensino médico em escola pública ou como bolsista integral da rede particular. Larissa Georgia, 20, a primeira na classificação da FITS, conquistou a bolsa com a nota 717 no Enem, ainda insuficiente para a aprovação na rede pública do curso de medicina, um dos mais concorridos do país. "Cheguei a ingressar no curso de fisioterapia, mas meus pais sempre me incentivaram a perseverar", contou.

Após a análise de documentos comprobatórios, os candidatos a bolsa foram submetidos a entrevista e acompanhamento de auditoria e agentes de serviço social. "Sei que essa conquista representa uma transformação para mim e para minha família. Estou muito feliz. Sempre me esforcei muito e corri atrás de oportunidades como aulões gratuitos e bolsas em cursinhos. Estou sendo recompensada", conta Larissa, filha de uma comerciária e um borracheiro.

Bolsas

O programa de bolsas da FITS é permanente e assegura 10% de todas as 100 vagas anuais aos candidatos que se enquadrarem nos requisitos. "É realmente uma oportunidade transformadora para os estudantes com bom desempenho nos estudos e que sonham em ingressar no curso de medicina", destaca a diretora geral da faculdade, Vanessa Piasson. As vagas para bolsistas serão disponibilizadas sempre nos períodos de inscrição no vestibular, que acontecem no início e meio do ano.

 




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.