Violência Polícia divulga vídeo de mulher torturada por dívida com drogas O suspeito de cometer o crime foi preso junto com a companheira da vítima da agressão, que também tinha envolvimento com tráfico

Publicado em: 09/08/2018 14:33 Atualizado em: 09/08/2018 14:53

Delegado Igor Leite, responsável pelo caso. Foto: Divulgação/PCPE
Delegado Igor Leite, responsável pelo caso. Foto: Divulgação/PCPE
A Polícia Civil de Pernambuco divulgou nesta quinta-feira um vídeo com uma vítima torturada e ameçada por um traficante por conta de uma dívida com droga. A filmagem foi autorizada pela própria mulher, de 27 anos, ao delegado Igor Leite, titular da Delegacia de Afogados, que investigou o caso. O fato ocorreu em uma comunidade Vila de São Miguel, na Zona Oeste do Recife. O suspeito de ter cometido o crime, Emmanuel Augusto de Oliveira, 37 anos, também é acusado de agredir a companheira da vítima, foi preso na última quarta (8). Ele foi autuado por crime de lesão corporal, cárcere privado e furto.

Segundo a versão relatada no próprio vídeo pela vítima, ela conta que foi amarrada nos pés e nas mãos com uma corda e depois arrastada até a maré. "Ele disse que ia me jogar com uma pedra para eu afundar e cortaria meus dedos e minha orelha", falou a mulher, que estava sendo ameaçada por uma dívida com drogas. 

Com marcas da agressão ainda pelo corpo, a vítima chegou a fazer exame de corpo de delito no Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro. A outra mulher também agredida pelo homem suspeito de tráfico, Rosalice Melo, 38 anos, terminou presa por já possuir um mandado de busca e prisão por tráfico de entorpecentes. Rosalice é companheira da mulher que foi espancada pelo traficante. Segundo ela, o homem a bateu com um porrete, cabo de vassoura e até um facão. 

De acordo com o delegado Igor Leite, as duas mulheres e o homem têm evolvimento com drogas. Segundo Leite, a confusão teve início quando a companheira de Rosalice foi entregar uma bicicleta a Emmanuel para pagar uma dívida de R$ 200 com crack. Emmanuel passou então a ameaçar Rosalice, pois queria dinheiro. Como não a encontrou, pegou a companheira dela.  "Além de torturar psicologicamente a mulher, ele praticou furtos em uma residência, roubou fios de cobre e mandou ela ficar olhando. Ele se distraiu e ela conseguiu fugir", contou o delegado. 

Depois disso, Emmnuel teria seguido Rosalice e a a companheira dela até uma estação do metrô do Recife. Foi então, quando ele levou a companheira dela para a casa dele e praticou outra sessão de tortura e ameaças. "Ele ia matar a mulher porque queria o dinheiro do crack. Mas recebemos a informação e conseguimos prender ele e apreender a faca e cordas usadas na tortura", disse o delegado. Segundo Igor Leite, Emmanuel ainda encontrava-se sob efeito de drogas, quando foi preso.
 


 
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.