Vida Urbana

Fiscalização eletrônica na Estrada dos Remédios e na Caxangá começa segunda

Após período educativo, equipamentos implantados para fiscalizar faixas exclusivas de transporte público começam a operar em caráter definitivo

A Faixa Azul da Estrada dos Remédios e o corredor do BRT na Caxangá começarão, na próxima segunda-feira (6), a ser fiscalizados por equipamentos de fiscalização eletrônica implantados pela Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU).  A ação tem o objetivo de assegurar o respeito à prioridade de circulação do transporte público e a redução do tempo de viagem dos passageiros de ônibus. Os corredores exclusivos de transporte público existentes tanto na Estrada dos Remédios quanto na Avenida Caxangá possuem sinalização vertical e horizontal, que indicam a proibição de acesso por outros veículos, e já são fiscalizados por agentes de trânsito desde as suas respectivas implantações.
 
Na Estrada dos Remédios, foram implantados 12 equipamentos de fiscalização eletrônica ao longo dos 3,6 km de extensão da Faixa Azul, que desde a sua  implantação em 2017, facilitou o deslocamento de 16 linhas de ônibus, que transportam cerca de 62 mil pessoas por dia. A fiscalização vai acontecer de acordo com o funcionamento da Faixa Azul, de segunda à sexta-feira, das 6h às 22h. Os equipamentos funcionarão conectados entre si e apenas os condutores que forem flagrados por duas ou mais câmeras serão notificados. Essa medida visa garantir que os veículos que circularem na Faixa Azul para acessar lotes ou convergir à direita não sejam autuados. A sinalização horizontal vai mostrar aos condutores, quando a linha for pontilhada, que é possível acessar a faixa. 

Por sua vez, a Avenida Caxangá receberá quatro equipamentos eletrônicos de fiscalização, localizados ao longo do Corredor Leste-Oeste, que irão reforçar a coibição do cometimento de infrações. Além dos agentes de trânsito, a fiscalização ao desrespeito do condutor ao corredor exclusivo para o BRT acontece através de câmeras de videomonitoramento instaladas desde março, nas estações Capibaribe e Engenho Poeta, através de uma parceria com o Grande Recife Consórcio de Transportes. Juntas, as medidas beneficiam 84 mil passageiros que utilizam o corredor diariamente. 
 
Os condutores que forem flagrados pelos equipamentos estarão passíveis de multa gravíssima, no valor de R$ 293,47 e 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O valor foi estipulado pela Lei Federal 13.154 de 30 de julho de 2015, que alterou o artigo 184 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), determinando que as infrações por transitar irregularmente nas faixas ou corredores exclusivos para veículos de transporte público coletivo de passageiros passem a ser gravíssimas.
 
FISCALIZAÇÃO DA FAIXA AZUL - A fiscalização eletrônica da Faixa Azul já acontece desde 2015, nas avenidas Marechal Mascarenhas de Moraes e Herculano Bandeira, na Zona Sul do Recife, onde 25 equipamentos foram implantados. Desde o primeiro ano, registrou-se uma redução no desrespeito ao corredor exclusivo. Com as Faixas Azuis, a Prefeitura do Recife promoveu uma melhoria da mobilidade para as pessoas a partir da redução do tempo de viagem  na circulação do transporte público coletivo pela cidade, uma vez que elas beneficiam, diariamente, mais de 100 linhas de ônibus e cerca de 700 mil passageiros. 

Leia a notícia no Diario de Pernambuco
Loading ...