NAÇÕES UNIDAS Morador do Coque vai representar PE em assembleia da ONU Único nordestino bolsista entre os selecionados para a Youth Assembly, em Nova York, Marcone Ribeiro criou campanha de financiamento coletivo para se manter nos EUA

Por: Ana Paula Neiva - Diário de Pernambuco

Publicado em: 03/08/2018 14:09 Atualizado em: 03/08/2018 14:39

Pernambucano será o único nordestino bolsista a representar o Brasil na assembleia
Foto: Marcone Ribeiro / Arquivo Pessoal
Pernambucano será o único nordestino bolsista a representar o Brasil na assembleia Foto: Marcone Ribeiro / Arquivo Pessoal

Ex-intercambista do programa Ganhe o Mundo, Marcone Ribeiro, de 22 anos, ganhou uma bolsa para participar da 22ª edição da Youth Assembly em Nova York, nos Estados Unidos. Sem condições de arcar com todas as despesas da viagem, Marcone criou uma página na internet para arrecadar doações. Ele viaja na próxima quinta-feira (8), mas a campanha continuará aberta, uma vez que não atingiu ainda a meta de arrecadar os R$ 3,5 mil para pagar alimentação, transporte, vestuário, seguro de vida e outras necessidades. Marcone é o único estudante bolsista do Nordeste que integrará a comitiva para os Estados Unidos.

Nascido e criado no bairro do Coque, periferia do Recife, Marcone se destacou entre os selecionados para participar da missão de jovens na ONU em Nova York, justamente pelo trabalho que faz com a comunidade.  Desde março deste ano, ele leciona inglês para 22 pessoas da vizinhança. O trabalho é gratificante, diz o rapaz, que conseguiu ser selecionado com outros três jovens brasileiros. Assim, todos os sábados, numa sala de aula cedida pela 
creche do bairro, Marcone compartilha seu conhecimento na língua estrangeira com crianças, jovens e adultos.  

Pelo Programa Ganhe o Mundo, Marcone passou seis meses no Canadá em 2012
Foto: Marcone Ribeiro / Arquivo Pessoal
Pelo Programa Ganhe o Mundo, Marcone passou seis meses no Canadá em 2012 Foto: Marcone Ribeiro / Arquivo Pessoal

A ideia de repassar o seu conhecimento surgiu logo após o intercâmbio do Ganhe o Mundo, que foi realizado entre junho de 2012 e janeiro de 2013. Mas só foi concretizado este ano. "Acredito na capacidade de cada um. É muito gratificante pra mim poder ensinar porque também acabo sendo referência para outros jovens daqui", comentou o rapaz, que se considera um empreendedor social. Prestes a concluir o curso superior de Relações Internacionais como bolsista na Faculdade Damas, ele também estagiou por por um ano no Departament Internacional Trade (DIT) do Consulado Britânico no Recife. O DIT é responsável por ajudar empresas estrangeiras a desenvolver negócios no Brasil.

ONU - O Programa de Bolsas Jovens na ONU está em sua primeira edição, desenvolvido com o objetivo de ajudar jovens de baixa renda, que buscam mudar a realidade de sua comunidade por meio de projetos sociais. Com apoio da ONU, a conferência visa elevar as vozes de jovens do mundo todo em diálogos internacionais sobre os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). "A ideia é que os jovens voltem para o Brasil mais preparados para lidarem não apenas com os desafios do futuro, mas do presente", diz Marcone, que já planeja aumentar o número de alunos nas aulas de inglês no Coque. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.