Crime Suspeito de matar empresário em Aldeia é preso em Maceió Adalberto Ferreira da Silva já foi trazido para Pernambuco pela Polícia Federal e está no Cotel, em Abreu e Lima

Publicado em: 02/08/2018 07:39 Atualizado em: 02/08/2018 07:47

Adalberto não reagiu a prisão ao ser abordado em Tabuleiro dos Martins, em Maceió. Foto: PF/Divulgação
Adalberto não reagiu a prisão ao ser abordado em Tabuleiro dos Martins, em Maceió. Foto: PF/Divulgação
O comerciante Adalberto Ferreira da Silva, 67 anos, suspeito de matar o empresário Leonardo Henrique Buarque Spinelli, em outubro do ano passado, após uma discussão no trânsito, em Aldeia, Camaragibe, foi preso na noite desta quarta-feira, na cidade de Maceió, em Alagoas. Ele estava foragido e foi localizado pela Polícia Federal no bairro de Tabuleiro dos Martins, onde estava morando.

Ao ser abordado pelos policiais, ele não reagiu a prisão. Adalberto chegou a ter seu nome incluído na lista dos foragidos de Pernambuco e o Disque Denúncia chegou a oferecer uma recompensa de até R$ 5 mil para quem desse pistas que o levasse a sua prisão. O suspeito já foi trazido pela PF e encaminhado ao Centro de Observação e Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife.  

O empresário Leonardo Spinelli, 34 anos, foi assassinado com um tiro, na rodovia PE-27, em Aldeia, por volta das 18h do dia 28 de outubro do ano passado.  A vítima teria reclamado após colidir com o carro do comerciante, que vinha em sua frente e trafegava pela contramão.

Depois de sofrer a batida, o empresário desceu do veículo para se queixar com o motorista que estava na faixa contrária de forma irregular, quando o infrator deixou o local e foi seguido pelo empresário. Ao ser alcançado o comerciante aposentado efetuou um disparo que atigiu Leonardo no tórax. Ainda assim, o empresário conseguiu chegar a uma Unidade de Pronto Atendimento, e depois transferido para o Hospital Getúlio Vargas, onde faleceu. 

No dia 30 de outubro do ano passado, o comerciante Adalberto se apresentou à Polícia Civil e confessou ter efetuado o disparo que matou Leonardo Spinelli, contando a sua versão sobre o ocorrido, levando, em seguida, a Polícia Civil até o local onde teria descartado a arma usada no crime. A Justiça de Pernambuco por meio da 1ª Vara Criminal de Camaragibe expediu o mandado de prisão em 1° de novembro do ano passado e desde então, Adalberto encontrava-se foragido. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.