AMBIENTE Exposição revela beleza da Mata da Pimenteira "Olhares da Mata" é o nome da exposição que será aberta à visitação publica na segunda-feira.

Publicado em: 26/07/2018 20:10 Atualizado em: 26/07/2018 21:32

Imagens da diversidade ecológica da fauna e da flora da caatinga integram a exposição Olhares da Mata. Foto: Mirelly Ferreira/Divulgação
Imagens da diversidade ecológica da fauna e da flora da caatinga integram a exposição Olhares da Mata. Foto: Mirelly Ferreira/Divulgação
Quarenta imagens integram a exposição “Olhares da Mata”, que apresenta belezas do Parque Estadual Mata da Pimenteira, em Serra Talhada, a 415 quilômetros do Recife, no Sertão de Pajeú. A exposição integra projeto de educação ambiental para valorização e preservação da Unidade de Conservação localizada no município e as fotos foram produzidas por trinta estudantes de escolas públicas que foram capacitados e também assumem a curadoria da apresentação dos trabalhos. A mostra tem acesso gratuito e vai estar disponível a partir da próxima segunda-feira em dois locais, o Centro Cultural dos Correios, no Recife Antigo, Região Centro da Capital, e no Parque Dois Irmãos, na Região Noroeste.

A capacitação que resultou nos trabalhos e na exposição foi realizada pelo fotógrafo e educador Daniel Meirinho com objetivo de contribuir para a conservação e a interação sustentável da sociedade com a Mata da Pimenteira. A iniciativa integra o projeto de educação ambiental “Olhares da Mata”, realizado pela Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) em colaboração com a organização não-governamental AVSI Brasil, com  coordenação técnica da Plonus – Soluções em Engenharia e Meio Ambiente e apoio do Centro Cultural dos Correios.

Além de Daniel Meirinho, que tem experiência nacional e internacional em fotografia participativa e intervenção social, as atividades também contaram com a participação da educadora ambiental Angélica Magalhães. Segundo os organizadores, a formação utilizou a metodologia central da fotografia participativa, Photovoice, desenvolvida em 1992 pelas investigadoras Caroline Wang, da Universidade de Michigan, Estados Unidos, e Mary Ann Burris, da Universidade de Londres, Inglaterra. “Durante a oficina, os jovens aprofundam o olhar em uma subjetividade que vai além do enquadramento estético e se encontra com as próprias preocupações de um cidadão”, dizem. 

A abertura ocorrerá às 18 horas da segunda-feira, no Centro Cultural dos Correios, com acesso gratuito. A exposição “Olhares da Mata” ficará aberta à visitação no Centro Cultural dos Correios até a sexta-feira 03, das 13 às 18 horas. Depois, vai ser instalada no Centro de Educação Ambiental do Parque Estadual Dois Irmãos, onde vai estar aberta à visitação de 7 a 14 de agosto, das 9 às 16 horas.

A captação de detalhes da caatinga revela belezas escondidas num olhar mais amplo. Foto: Joaquim de Lima/Divulgação
A captação de detalhes da caatinga revela belezas escondidas num olhar mais amplo. Foto: Joaquim de Lima/Divulgação
Mata da Pimenteira - Localizada no município de Serra Talhada, no Sertão do Pajeú, A Unidade de Conservação Parque Estadual Mata da Pimenteira é reconhecida como Unidade de Conservação Estadual desde 30 de janeiro de 2012, pelo Decreto Estadual 37.823/2012. O fundamento e principal objetivo da criação da unidade contribuir para a preservação e a restauração da diversidade ecológica da caatinga. 

A região da Mata da Pimenteira é considerada como detentora de grandes potencialidades, mas também de grandes desafios, num parque que possui paisagens avaliadas como belas e com diversidade ecológica de caatinga, com centenas de espécies da fauna e da flora, afloramentos rochosos e os Açudes do Saco I e Cachoeira II. Mas a mata enfrenta riscos comuns às unidades de conservação, como o desmatamento, a caça clandestina, a retirada ilegal de madeira, queimadas, o descarte de resíduos sólidos e ocupação irregular. 

Inserida em uma propriedade do Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA), denominada Fazenda Saco, apesar de não haver populações residindo no interior do perímetro da Mata da Pimenteira, o parque se localiza ao norte do núcleo urbano do município de Serra Talhada, distante a apenas 3 quilômetros, o que coloca a área em alto risco de degradação ambiental. 

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2013, Serra Talhada passou por um aumento populacional significativo, alcançando 80.051 habitantes, sendo 77,34% na zona urbana e 22,66% na zona rural. Esse dado é um indicativo da questão do avanço do crescimento da cidade em suas denominadas “franjas urbanas”, área onde se localiza o Parque Estadual Mata da Pimenteira, considerado  um valioso patrimônio que precisa ser preservado. As atividades que redundaram na exposição se encaixam dentro do foco de que o patrimônio seja ainda mais valorizado, e, para isso, se entende ser  necessário que não apenas a comunidade local, como também a sociedade pernambucana o conheça e reconheça as belezas de sua paisagem e a interação do homem com o ambiente. 

Serviço
Exposição “Olhares da Mata”
Visitação: De segunda-feira, às 18h (abertura) a 03/08, das 13 às 18 horas
Local: Centro Cultural dos Correios - Av. Marquês de Olinda, 262 - Recife
Acesso gratuito
Visitação: De 07 a 14/08, das 9 às 16h
Local: Parque Estadual Dois Irmãos - Centro de Educação Ambiental
Praça Farias Neves, s/n, Dois Irmãos - Recife
Acesso gratuito


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.