Informações Tentativa de assalto teria ocasionado incêndio em caminhão-tanque na Serra das Russas Um dos suspeitos pelo crime teria confessado e detalhado a Polícia Civil sobre a investida criminosa

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 26/07/2018 15:59 Atualizado em: 26/07/2018 21:40

Foto: Facebook/Reprodução
Foto: Facebook/Reprodução
Nesta quinta-feira (26), a Polícia Civil de Pernambuco confirmou que a morte de um motorista de caminhão-tanque na BR-232, na altura da Serras das Russas, em Gravatá, teria sido causada por uma tentativa de assalto. Um caminhão-tanque pegou fogo na última terça-feira.  

Após informações passadas por populares, a polícia chegou até a residência onde estava um dos suspeitos de participar da investida criminosa. De acordo com o delegado Carlos Couto, Edglibson Carlos Lopes da Silva, 23 anos, estava escondido em uma casa em Cajueiro Seco, Jaboatão dos Guararapes. Ele estava sob os cuidados de uma enfermeira que trabalhou por 14 anos no setor de queimados no Hospital da Restauração. Durante depoimento, o suspeito, conhecido como neném, teria informado que a enfermeira não sabia as origens das queimaduras.  

O envolvido confessou e detalhou a tentativa de assalto. Ele informou também que cada participante da investida criminosa receberia o valor de R$ 5 mil pela venda da carga. Edglibson tem passagem na policia por tráfico de drogas e corrupção ativa. Segundo o delegado Álvaro Grako, o carro utilizado na investida teria sido roubado. Assim como a arma de fogo, uma ponto 40, de uso restrito de forças policiais.    

Todos os autos desta quinta-feira foram levados para a Delegacia de Gravatá. Ainda será realizada perícias nas armas e nos carros. 

Investigação

A dinâmica do crime fez com que a polícia acreditasse não se tratar de um acidente, mas de uma investida criminosa. O caminhão-tanque aparentava ter sido fechado pelo sandero. A desconfiança da polícia aumentou posteriormente após a localização de uma arma de fogo no interior do veículo, além de várias cápsulas de munições deflagradas ao redor do acidente.   




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.