Padroeira Missa campal e procissão são apoteose da Festa do Carmo no Recife

Publicado em: 15/07/2018 19:45 Atualizado em: 15/07/2018 20:06

Missas acontecem na basílica e no claustro de hora em hora a partir das 5h. (Alcione Ferreira/DP/DA Press)
Missas acontecem na basílica e no claustro de hora em hora a partir das 5h.

A apoteose da festa da padroeira do Recife Nossa Senhora do Carmo acontece nesta segunda-feira (16) com missas na Basílica dedicada à santa, no claustro, com celebração solene, missa campal, procissão e apresentações culturais. As festividades tiveram início no dia 02 deste mês, sob o tema “O rosto de Maria na Evangelização da Igreja” e as celebrações acontecem em preparação ao Jubileu Centenário da coroação canônica da Mãe do Carmelo como Rainha da cidade do Recife e de Pernambuco. Este ano, durante a festa, os devotos da padroeira e a província carmelitana do Recife têm um desafio pela frente, que é a de conseguir doações para o restauro da imagem e da cúpula de Nossa Senhora do Carmo, localizados no altar principal da basílica. Equipamentos públicos, escolas e postos de saúde têm horários diferenciados durante o feriado. Comércio funciona de forma facultativa. 

"A imagem e a cúpula são datados do século 17 e foram doados aos carmelitas pela Rainha de Portugal, Dona Maria I", destaca o reitor da Basílica do Carmo, frei Rosenildo  Alexandre, sobre a importância histórica do equipamento. Durante todo o dia de hoje, as missas na basílica e no claustro começam a partir das 5h e acontecem de hora em hora até as 14h. Às 10h, será celebrada a missa solene, presidida pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, dom Limacêdo Antônio da Silva. Já às 16h, acontece a missa campal no Pátio do Carmo, celebrada pelo arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido. Em seguida, os fiéis seguem em procissão pelas ruas do centro da capital pernambucana, carregando o andor de Nossa Senhora do Carmo. As celebrações eucarísticas e o novenário poderão ser acompanhadas pelo link da TV do Carmelo, através do endereço eletrônico www.tvcarmelo.com.br.  

O reitor da Basílica do Carmo, frei Rosenildo, salienta que neste ano a Igreja no Brasil se volta para a atuação da vida laical no seio na comunidade cristã, valorizando o seu protagonismo na evangelização. “É de grande importância a atuação dos leigos na Igreja, na transformação da sociedade e no cumprimento do seu papel missionário de promoção do Reino de Deus”, reforça frei Rosenildo. Em especial, os carmelitas do Recife vivenciam a expectativa da celebração do Jubileu Centenário da coroação canônica da imagem de Nossa Senhora do Carmo, pelo papa Bento XV, em 1919.

HISTÓRIA
 A Igreja e Basílica de Nossa Senhora do Carmo do Recife teve seu início de construção no ano de 1696 e teve sua conclusão em 1767. Em 1908, o povo do Recife pede ao Papa Pio X que declare Nossa Senhora do Carmo Padroeira do Recife. Em 1909, no dia 16 de julho, a santa foi solenemente proclamada padroeira da Cidade do Recife e da Província Eclesiástica de Pernambuco. Em 1919, a imagem da padroeira foi levada triunfalmente, ao Parque 13 de Maio, onde recebeu a Coroação Canônica concedida pelo papa Bento XV.  

Em 1920, o mesmo papa, elevou a igreja do Carmo à categoria de Basílica Menor, sendo agregada a Basílica Vaticana. "Tendo em vista a importância histórica para o povo de Pernambuco, a Basílica do Carmo se prepara para o Jubileu de 100 anos da Virgem do Carmo Coroada como Rainha da Cidade do Recife e de Pernambuco. Para isso, diante do desgaste provocado pelo tempo, a cúpula e imagem de Nossa Senhora do Carmo precisam urgentemente de restauros", ressalta o reitor da basílica. Os fiéis devotos da Mãe do Carmo, como é carinhosamente chamada pelos recifenses, que desejarem ajudar no restauro, podem fazer sua colaboração. Mais informações: (81) 3224-3174 e  www.basilicadocarmorecife.org.br 


Confira a programação da Festa de Nossa Senhora do Carmo  

Missas na Basílica 
05h, 06h, 07h, 08h, 10h, 12h, 13h e 14h 

Missas no Claustro 
05h30, 06h30, 07h30, 08h30, 09h30, 10h30, 11h30, 12h30 e 13h30  

MISSA SOLENE 
10h 
Presidida por dom Limacêdo Antônio da Silva (Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife)  

MISSA CAMPAL E PROCISSÃO 
16h 
Presidida por dom Fernando Saburido (Arcebispo da Arquidiocese de Olinda e Recife) 

PROGRAMAÇÃO CULTURAL 
19h - Padre Damião Silva 
21h – Dudu do Acordeon 

Fonte: Arquidiocese de Olinda e Recife.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.