Investigação Advogado dos acusados de matar médico deve entrar com Habeas corpus Enquanto, isso peritos contratados pela família da vítima estão fazendo novas escavações no poço onde o corpo do médico foi localizado

Publicado em: 10/07/2018 14:08 Atualizado em: 10/07/2018 14:19

A polícia ainda não sabe ao certo a motivação do crime. Denirson Paes foi encontrado em um poço na sua residência em Aldeia. Foto: Reprodução/Facebook
A polícia ainda não sabe ao certo a motivação do crime. Denirson Paes foi encontrado em um poço na sua residência em Aldeia. Foto: Reprodução/Facebook

O advogado de defesa dos acusados de matar o médico e advogado Denirson Paes Silva, 54 anos, deve dar entrada com um pedido de Habeas corpus no Fórum de Jaboatão dos Guararapes até o final da tarde desta terça-feira (10). Ele defende a mulher do médico, Jussara Rodrigues, 54, e seu filho, o engenheiro civil Danilo Paes, 23, que estão presos. 

Neste momento, Alexandre informou que está na Delegacia de Camaragibe, aguardando a delegada Carmem Lúcia para ter acesso à cópia dos autos do inquérito policial. "Eu não posso fazer nada, sem ter acesso aos autos. Espero que a delegada conceda", disse. A mulher do médico, a farmacêutica Jussara está Colônia Penal Feminina, no Engenho do Meio, e o filho, Danilo, no Centro de Observação e Triagem (Cotel), em Abreu e Lima.

Pelo Instagram, o filho caçula do médico, Daniel Paes, publicou uma mensagem no stories: "A cada contato, seja um abraço, uma mensagem ou um pensamento positivo/oração, me senti menos perdido. Só tenho a agradecer a todos vocês, meus amigos, por me darem força pra continuar sendo o HOMEM que mei pai me ensinou a ser. Um beijo no coração de vocês". Daniel está na cidade de Campo Alegre de Lourdes com os avós paterno, no interior da Bahia. Daniel é aluno da Universidade de Pernambuco e deve voltar para o Recife, assim que a situação for resolvida. Mas a família, já disse que o rapaz não ficará mais na casa em Aldeia, onde o pai foi encontrado morto.
 
A família do médico e advogado morto também contratou uma empresa particular especializada em perfuração de poços para realizar novas escavações na cacimba de sua residência, em Aldeia, onde restos mortais do cardiologista foram encontrados no último dia 4 de julho. Os trabalhos começaram a ser realizados no início desta tarde. Há indícios de que algumas partes do corpo do médico ainda estejam desaparecidas.

Parentes de Denirson, que é natural do município de Campo Alegre de Lourdes, na Bahia, estão no Recife à espera da liberação dos restos mortais já achados, pela perícia do Instituto Criminalística, para fazer o traslado à sua cidade natal, onde acontecerá o velório e o sepultamento, mas sem data certa ainda. Familiares também acompanham, junto à Polícia Civil, as investigações sobre o suposto assassinato. 

A vítima foi encontrada esquartejado e carbonizado na cacimba de sua residência, no Condomínio Torquato Castro, no quilômetro 12 de Aldeia, município de Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, no último dia 4 de julho. Ele estava desaparecido desde o dia 30 de maio. No dia 20 de junho, a sua esposa registrou um boletim de ocorrência na delegacia de Camaragibe sobre o desaparecimento do marido.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.