Violência Rio Capibaribe recebe as cores do arco-íris em ato contra a homofobia Em 2017, a cada 19h, uma pessoa foi morta por crimes motivados pela homofobia no Brasil, quase 450 assassinatos

Publicado em: 28/06/2018 08:18 Atualizado em: 28/06/2018 09:18

Pernambuco está na sexta posição no ranking dos estados mais violentos para os LGBTs, com 27 casos de homicídios. Foto: Alice de Souza/DP
Pernambuco está na sexta posição no ranking dos estados mais violentos para os LGBTs, com 27 casos de homicídios. Foto: Alice de Souza/DP

Um dos símbolos do Recife amanhece colorido na manhã desta quinta-feira (28), com as sete cores do arco-íris lembrando a luta no combate à homofobia em Pernambuco. Em celebração ao Dia do Orgulho LGBTI, a coordenação estadual da Aliança Nacional LGBTI+ fará um ato no Rio Capibaribe, partindo da comunidade da Ilha de Deus e passando pelas pontes do Pina e Giratória, até o Cais da Alfândega. A iniciativa visa alertar para os altos números de crimes de ódio contra a comunidade LGBTI no estado.

De acordo com um dado levantado pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), em 2017, a cada 19h, uma pessoa foi morta por crimes motivados pela homofobia no Brasil, quase 450 assassinatos. O levantamento registrou o maior número de casos desde que o monitoramento anual começou a ser elaborado pelo grupo, que existe há mais de 30 anos. Pernambuco está na sexta posição no ranking dos estados mais violentos para os LGBTs, com 27 casos de homicídios.

A ação terá início às 5h30, quando cerca de 10 barcos se concentrarão na comunidade pesqueira da Ilha de Deus. A saída, em direção ao Cais da Alfândega carregando as bandeiras do orgulho LGBT, será às 6h30. A previsão é que o grupo complete o percurso às 9h30. 

Rio Capibaribe
A escolha do cenário para levantar a bandeira da diversidade não foi à toa. Um dos símbolos da cidade, o Rio Capibaribe traz ao debate uma história de luta, desta vez pelo respeito de todos pelo meio ambiente.

A comunidade ribeirinha da Ilha de Deus vem há anos travando a disputa de preservar as áreas de manguezais ainda presentes no local. De acordo com dados divulgados pela Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb), apenas no primeiro semestre do ano passado, o grupo recolheu 137 toneladas de lixo descartado irregularmente na área. 

Aliança Nacional LGBTI
Legalmente registrada desde 2003, a organização atuava inicialmente como uma lista de discussão na internet e depois ampliou seu trabalho de promoção e defesa dos direitos humanos e cidadania da comunidade LGBTI , nos estados brasileiros através de parcerias com pessoas físicas e jurídicas. 

Presidida pelo ativista da causa LGBTI e Aids Toni Reis, a entidade dialoga e constrói ações comuns com pesquisadores, ativistas, dirigentes partidários, gestores públicos, redes, organizações governamentais, comunicadores, empresários comprometidos com a promoção dos direitos e da cidadania LGBTI. Em 2016, deu início à organização do seu trabalho de promoção e defesa dos direitos humanos e cidadania, em especial da comunidade LGBTI , nos estados brasileiros através de parcerias com pessoas físicas e jurídicas. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.