Entorpecentes Polícia faz operação de combate ao tráfico em Caruaru Sete mulheres e nove homens foram presos na ação. Esquema envolvendo o grupo vinha sendo investigado desde setembro do ano passado

Publicado em: 26/06/2018 11:32 Atualizado em: 26/06/2018 11:39

Equipe da Polícia Civil apresentou resultado da operação nesta terça-feira (26). Foto: PCPE/Divulgação
Equipe da Polícia Civil apresentou resultado da operação nesta terça-feira (26). Foto: PCPE/Divulgação

Polícia Civil de Pernambuco faz operação para desarcutilar quadrilha responsável por tráfico de drogas em Caruaru e outras regiões do Agreste. Sete mulheres e nove homens foram presos na ação, batizada de João de Barro, que aconteceu na manhã desta terça-feira (26). Segundo a Polícia, mais de 30 pesssoas teriam envolvimento direto com a organização criminosa, que vinha sendo investigada desde setembro do ano passado.

Durante a operação, estão sendo cumpridos 16 mandados de prisão e 14 mandados de busca e apreensão domiciliar, expedidos pelo Juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Caruaru. Os policiais apreenderam 1,3 quilos de crack, 16 quilos de maconha, 115 gramas de pasta base de cocaína, duas balanças de precisão, uma espingarda, um revólver e oito munições. Também foram apreendidos dez cadernos com anotações sobre o comércio de drogas, o que comprova a prática de tráfico envolvendo os suspeitos.
 
As mulheres presas na ação foram autuadas e estão sendo trazidas para a Colônia Penal Feminina do Bom Pastor, no Recife. Já os homens, seguirão para a Penitenciária Juiz Plácido de Souza, em Caruaru. Um total de 140 policiais civis, entre delegados, agentes, escrivães, participaram dos trabalhos, que contou ainda com a presença do canil da Polícia Militar de Caruaru. A Operação está sendo coordenada pela Diretoria Integrada Especializada (Diresp) e supervisionada pela Chefia de Polícia. "A gente espera que com a prisão desse grupo, o tráfico de entorpecentes e a criminalidade sejam reduzidas aqui na região", disse o delegado Diogo Melo Victor, titular da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico, comemorou as prisões.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.