Mata Sul PF recupera saxofone furtado do IFPE de Barreiros Vigilante, preso com o instrumento musical, alegou ter recebido o saxofone de um aluno do instituto que lhe devia R$ 2 mil

Publicado em: 25/06/2018 10:16 Atualizado em: 25/06/2018 10:20

Equipamento estava sendo anunciado por R$ 4 mil em site de compras. Foto: PF/Divulgação
Equipamento estava sendo anunciado por R$ 4 mil em site de compras. Foto: PF/Divulgação

A Polícia Federal de Pernambuco recuperou um saxofone, que havia sido furtado do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Pernanambuco (IFPE), em Barreiros, na Mata Sul, em fevereiro de 2014. O instrumento musical estava sendo comercializado no site de compras OLX por um vigilante de 33 anos, casado, natural de Moreno, que reside na cidade de Barreiros, preso em flagrante. O saxofone, que ainda estava com a numeração de tombo, pertencente ao acervo do IFPE, foi anunciado no valor de R$ 4 mil. 

A Polícia Federal foi informada pelo próprio instituto, que recebeu a denúncia da venda do instrumento musical pelo OLX. A PF, por sua vez, com as informações entrou em contato com o vendedor, se passando por um cliente interessado. Os policiais marcaram um encontro em Barreiros, e quando, a negociação foi feita e certificado de que se tratava realmente de um instrumento roubado, o vigilante recebeu voz de prisão em flagrante. Ele foi avisado dos seus direitos e trazido para a sede da Polícia Federal, no Cais do Apolo, no Recife. 

Autuado com base no artigo no artigo 180, parágrago 6º do Código Penal , que corresponde a crime de receptação, o vigilante pode pegar de 1 a 4 anos de reclusão, caso seja condenado. Por se tratar de um bem público, a pena aplicada pode ser duplicada. Durante o interrogatório, o vigilante preso informou que foi ex-aluno do IFPE e é vigilante desde 2008, onde trabalhou lá no período de 2010 e 2015. Contou ainda que um aluno do instituto lhe pediu um dinheiro emprestado, a quantia de R$ 2 mil, prometendo pagar em 15 dias e não honrou o compromisso. 

Informou também que esse aluno tinha um saxofone doado pelo IFPE e que não havia nenhum problema em lhe vender como forma de pagamento da dívida por isso resolveu aceitar mesmo não tendo confirmado com o centro de ensino a versão do aluno sobre algum documento de doação. Disse ainda que não manteve mais contato com esse aluno e que teve conhecimento que ele teria viajado para São Paulo. Por fim disse que passou muito tempo com o saxofone em casa e só recentemente é que lhe veio a idéia de colocá-lo no site de venda da OLX por R$ 4 mil.

 Após a autuação, o vigilante realizou Exame de Corpo de Delito no Instituto de Medicina Legal (IML) e em seguida foi encaminhado para a audiência de custódia, onde foi liberado para responder ao processo em liberdade. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.