JUSTIÇA Condenado por estupro em SP é preso pela PRF em Salgueiro Foragido da Justiça disse não saber que havia sido condenado por estupro contra menina de cinco anos.

Por: Osnaldo Moraes

Publicado em: 24/06/2018 09:53 Atualizado em: 24/06/2018 17:51

Homem preso pela PRF foi condenado por estupro contra menina de cinco anos em São Bernardo dos Campos-SP. Foto: Danilo Bezerra-PRF/Divulgação (Homem preso pela PRF foi condenado por estupro contra menina de cinco anos em São Bernardo dos Campos-SP. Foto: Danilo Bezerra-PRF/Divulgação)
Homem preso pela PRF foi condenado por estupro contra menina de cinco anos em São Bernardo dos Campos-SP. Foto: Danilo Bezerra-PRF/Divulgação
Um homem foragido da justiça por crime de estupro em São Paulo está preso em Pernambuco. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou na manhã deste domingo que a captura ocorreu no sábado, na BR 232, em Salgueiro, a 518 quilômetros do Recife, no Sertão. O homem era procurado desde outubro de 2015, a partir de um mandado expedido pela Segunda Vara Criminal de São Bernardo do Campo, em São Paulo. Segundo a Polícia Civil de Pernambuco (PCPE), o homem é Ivanildo Nunes Silva.

A prisão ocorreu no final da tarde do sábado, durante fiscalização realizada no quilômetro 506 da BR 232, mas só foi informado na manhã deste domingo. A equipe da PRF abordou um Logan ocupado por quatro pessoas de uma família. Segundo informações preliminares, viajavam no veículo o motorista, Ivanildo Nunes Silva, sua mãe, sua companheira e um rapaz de idade não informada que não se sabe se era filho do casal. Na verificação de documentos foi descoberto que o condutor era procurado pela Justiça de São Paulo, por um crime praticado em 2010, contra uma menina de 5 anos. 

Ainda segundo a PRF, o Ivanildo Nunes Silva negou ter cometido o crime e alegou que havia deixado o processo com um advogado em São Paulo e não sabia que havia sido condenado a 9 anos e quatro meses de prisão. O motorista foi encaminhado para a delegacia de Salgueiro e os demais ocupantes do veículo seguiram viagem porque o carro não possuía restrição.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.