Alta Pressão VI Exército faz operação para coibir venda ilegal de armas e munições Ação, que acontece em Pernambuco e em outros estados brasileiros, vai fiscalizar empresas do seguimento

Publicado em: 19/06/2018 08:46 Atualizado em: 19/06/2018 09:07

Fiscalização ocorrida no ano passado, durante Operação Alta Pressão V. Foto: Exército/Divulgação
Fiscalização ocorrida no ano passado, durante Operação Alta Pressão V. Foto: Exército/Divulgação

O Exército Brasileiro realiza nesta terça-feira (19) uma operação de combate ao comércio ilegal de armas e munições. Batizada de Alta Pressão VI, a ação que acontece em vários estados do país, e também em Pernambuco, vai fiscalizar empresas do seguimento. A operação visa coibir desvios de armas e munições que poderiam parar no comércio ilegal. 

A fiscalização acontece por meio da vistoria de três situações: se verifica se os planos de segurança orgânicas das lojas estão em condições de oferecer segurança para o armazenamento de armas e munições. Outro ponto observado é o arquivo das empresas para saber se as mesmas vendem Produtos Controlados para as pessoas autorizadas a comprar e na quantidade autorizada. Também se verifica os estoques das empresas para identificar se a empresa vende material de acordo com a permissão que possuem.

As ações impactam diretamente a segurança pública nacional, uma vez que contribuem, significativamente, para a redução da violência com armas de fogo e, consequentemente, para a melhoria da sensação de segurança.

Segundo dados do Serviço de Fiscalização de Produtos Controlados da 7ª Região Militar na última operação Alta Pressão, realizada em novembro do ano passado, foram executadas nove autuações e a apreensão de mais de 400 munições, 9 armas, 11 Kg de pólvora e 295 Kg de chumbo, dentre outros.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.