Polícia Operação combate homicídios, tráfico de drogas e de armas Ação acontece nesta quinta, no Grande Recife, Carpina e Paudalho, na Mata Norte

Publicado em: 14/06/2018 07:42 Atualizado em: 14/06/2018 08:01

Foto: Reprodução/Polícia Civil
Foto: Reprodução/Polícia Civil

Uma operação contra homicídios, combate ao tráfico de drogas e comércio ilegal de armas e munição foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (14) pela Polícia Civil de Pernambuco. Batizada de Intramuros, a ação cumpriu 17 mandados de prisão preventiva e 13 de busca e apreensão domiliciar no Grande Recife e nas cidades de Carpina e Paudalho, na Mata Norte do estado. Dez das pessoas envolvidas com a organização criminosa, já estavam em unidades penitenciárias. A quadrilha vinha sendo investigada desde novembro do ano passado. 

Os policiais trabalham na operação com a ajuda de cães farejadores. A Intramuros é a 22ª operação de repressão, realizada pela Polícia Civil este ano. Um total de 80 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães trabaham na ação, que conta ainda com apoio de resgate com quatro bombeiros militares. Oito pessoas foram presas em Carpina. Os mandados de prisão foram expedidos pela Comarca de Carpina. 

Coordenada pela diretoria de Polícia do Interior e supervisionada pela Chefia da Polícia Civil, a operação também tem apoio da Secretaria-Eecutiva de Ressocialização (Seres). Os alvos presos estão sendo levados para o Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Depatri), no bairro de Afogados, no Recife. 

SERTÃO
- Sete mandados de busca e apreensão domiciliar e trêsmandados de prisão preventiva foram cumpridos na manhã desta quinta-feira (14) pela Polícia Civil de Pernambuco, na cidade de Petrolina, no Sertão do estado. Outros três mandados de prisão também foram realizados durante a Operação Desmonte 2, deflagrada pelos policiais da 25ª Delegacia de Polícia de Homicídios, coordenada pelo Delegado Magno Neves, em parceria com a 12ª Delegacia de Polícia de Repressão ao Narcotráfico, coordenada pelo delegado Dark Blaker de Andrade. 

A ação teve o objetivo de concluir um trabalho de investigação iniciado com a Operação Desmonte I, ocorrida em junho de 2017, que prendeu uma organização criminosa que atuava no tráfico de drogas e homicídios na cidade de Petrolina. Nessa nova fase da operação o foco foi finalizar o trabalho e retirar traficantes das ruas. 

A Operação de Repressão Qualificada "Desmonte 2I" foi supervisionada pela Chefia da Polícia Civil de Pernambuco, coordenada pela Diretoria Integrada do Interior 2, com assessoria da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil de Pernambuco e conta com a participação de 45 Policiais Civis, 20 Policiais Militares e 23 Viaturas. Os presos e os materiais apreendidos foram encaminhados para sede da 214ª Delegacia de Polícia de Petrolina.  


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.