Investigação Identificados os suspeitos de tentativa de assalto e agressão na Tamarineira Dayvson Smith Gomes, de 20 anos, conduzia a moto enquanto Cristiano Henrique de Lima, 23 anos, executava o crime

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 06/06/2018 18:04 Atualizado em: 06/06/2018 18:18

Uma das vítimas tenta escapar, mas não consegue fechar o portão. Foto: WhatsApp/Reprodução
Uma das vítimas tenta escapar, mas não consegue fechar o portão. Foto: WhatsApp/Reprodução
Foram identificados os suspeitos de uma tentativa de roubo ocorrida em um prédio no bairro da Tamarineira, Zona Norte do Recife, no dia 10 de março deste ano. Na ação, a dupla de criminosos chega em uma moto e tenta assaltar moradoras do edifício. Elas conseguem entrar pelo portão, mas um dos assaltantes invade o prédio e segura uma das vítimas. 
 
Dayvson Smith Gomes, de 20 anos, conduzia a moto enquanto Cristiano Henrique de Lima, 23 anos, executava o crime. A atuação foi filmada pelo sistema de monitoramento do condomínio da vítima, o que ajudou na conclusão do inquérito. 
 
De acordo com a delegada Lidia Barci, titular da Delegacia de Casa Amarela, as investigações tiveram início através da placa do veículo utilizado pela dupla. A moto havia sido roubada uma semana anterior ao crime no bairro da Várzea. Após solucionar o roubo desta, a polícia conseguiu chegar a autoria de quem estava pilotando a moto no dia do assalto, Dayvson Smith e, consequentemente, de Cristiano Henrique. O condutor do veículo disse ter alugado do autor do roubo da motocicleta. 
 
Nas imagens, é possível ver quando uma das mulheres é alcançada pelo assaltante. Os dois caem no chão e ela joga o celular na grama. O assaltante, então, pega a bolsa e vai embora. De acordo com a Polícia Civil, foi possível constatar a agressão sofrida pela vítima. "Embora ela tenha arremessado o objeto da tentativa do crime, o celular, isso não exime a violência que ela sofreu e o crime de tentativa de roubo", explicou a delegada. 

Cristiano Henrique e Dayvson Smith Gomes não negaram o crime, que foi motivado para compra de drogas e solução de dívidas provenientes da ação. Ambos tiveram a prisão preventida concebida pela Vara Criminal do Recife. 
 
Confira o vídeo:
 
 
 





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.