Tubarão José Ernesto será velado na casa da família durante a madrugada O corpo será velado no bairro de Santo Aleixo, onde reside os familiares

Publicado em: 04/06/2018 21:48 Atualizado em: 04/06/2018 22:05

A retirada do caixão, levado para dentro da residência da avó de José Ernesto, ocorreu em meio a choros, cantos e som de berimbaus. Foto: Osnaldo Moraes/DP
A retirada do caixão, levado para dentro da residência da avó de José Ernesto, ocorreu em meio a choros, cantos e som de berimbaus. Foto: Osnaldo Moraes/DP

O corpo de José Ernesto Ferreira da Silva, 18 anos, vítima de ataque de tubarão no último domingo (3), chegou na casa de familiares por volta das 21h30 desta segunda-feira (4). O velório do rapaz será realizado na casa da família, no bairro de Santo Aleixo, em Jaboatão dos Guararapes. Amigos, familiares e vizinhos aguardavam a chegada do corpo, que deverá ser velado durante toda a madrugada. 

A retirada do caixão, levado para dentro da residência da avó de José Ernesto, ocorreu em meio a choros, cantos e som de berimbaus. Amigos do jovem, que fazia capoeira, escolheram o toque  São Bento Grande de Angola para o último adeus. 

O sepultamento ocorrerá no Cemitério da Saudade, no bairro de Vista Alegre, também em Jaboatão, e está previsto para acontecer na tarde desta terça-feira (05), mas ainda sem horário definido. José Ernesto faleceu às 4h05 desta segunda-feira (04),no Hospital da Restauração, no Derby, para onde foi levado após o ataque. 

De acordo com a mãe do rapaz, Elisângela dos Anjos da Silva, o corpo do filho só foi liberado do Instituto Médico Legal (IML) por volta das 17h desta segunda-feira (04). De lá, foi encaminhado para uma clínica de tanatopraxia, onde está sendo preparado para o velório.

José Ernesto Ferreira da Silva é a segunda vítima de ataques de tubarão em menos de dois meses no mesmo local, em frente à igrejinha de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes. A área é uma das mais perigosas para banhos e práticas esportivas no mar. Com esse incidente, são 65 casos registrados pelo Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarão (Cemit) desde 1992. Desses, 12 ocorreram na praia de Piedade, em frente à igrejinha, onde José Ernesto foi atacado. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.