Necropsia Corpo da vítima de tubarão foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal José Ernesto só deve ser liberado para sepultamento no fim da tarde. Enterro só deve ser realizado nesta terça (5)

Publicado em: 04/06/2018 10:43 Atualizado em: 04/06/2018 13:36

O corpo de José Ernesto Ferreira da Silva, vítima de ataque de tubarão que aconteceu na praia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, neste domingo (3), foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, Centro do Recife. O cadáver do rapaz de 18 anos passará por uma necróspia e deve ser liberado no fim da tarde desta segunda-feira (4) para ser entregue à família, que providenciará o sepultamento. O corpo deverá ser velado em casa, no bairro de Santo Aleixo, em Jaboatão dos Guararapes e o enterro do só deve ser realizado nesta terça-feira (5), em local ainda indefinido. 

Socorrido pelos bombeiros, José Ernesto deu entrada no Hospital da Aeronáutica, a poucos metros do local do ataque, e só depois foi transferido para o Hospital da Restauração, no Recife. Segundo o diretor médico do HR, Miguel Arcanjo, o paciente chegou à unidade hospitalar às 17h53, trazido pelo Samu. "Ele estava extremamente grave. Chegou desacordado e inconsciente. Sofreu duas paradas cardíacas devido ao choque povolêmico, perda grande sanguinea", explicou o médico. 

De acordo com Miguel Arcanjo, o rapaz apresentava uma lesão extensa da região da coxa esquerda e genitália. "De imediato, ele recebeu sangue e foi levado ao bloco cirúrgico. Foi operado por uma equipe multidisciplinar. Ao terminar, encaminhado para a Unidade Terapia Intensiva. Recebeu todos cuidados, porém às 4h05 dessa segunda-feira, veio a óbito. Lamentamos, muito", declarou. 

O jovem de 18 anos é a 65ª vítima de ataque de tubarão em Pernambuco, desde 1992, período no qual o Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarão (Cemit) passou a registrar os casos. Desse total, 12 ocorrências foram registradas na praia de Piedade, em frente à igrejinha, onde José Ernesto foi mordido neste domingo. Mesmo local, onde também há 48 dias, o potiguar Pablo Diego Inácio de Melo, 34, sofreu um ataque, quando se lavava após uma partida de futebol. Pablo, por sua vez, sobreviveu, mesmo tendo a perna direita abaixo do joelho e a mão direita amputadas.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.