Defeso Mais de 30kg de lagosta vermelha foram apreendidas em Brasília Teimosa Duas das lagostas encontradas, congeladas, estavam ovadas

Publicado em: 17/05/2018 16:38 Atualizado em: 17/05/2018 16:41

Os crustáceos serão doadas a uma instituição carente. Foto: CPRH/Divulgação
Os crustáceos serão doadas a uma instituição carente. Foto: CPRH/Divulgação

Trinta e dois quilos de lagosta vermelha foram apreendidos nesta quinta-feira, em um boxe de pescaria, em Brasília Teimosa, na Zona Sul do Recife.  O responsável pelo estabelecimento recebeu uma multa de R$ 5.600, 00 e também está sujeito a processo judicial por crime ambiental. Duas das lagostas encontradas, congeladas, estavam ovadas. Os crustáceos serão doadas a uma instituição carente. 

Duas das lagostas encontradas, congeladas, estavam ovadas. Foto: CPRH/Divulgação
Duas das lagostas encontradas, congeladas, estavam ovadas. Foto: CPRH/Divulgação

A apreensão aconteceu por causa do período de defeso desse tipo de animal. Até o dia 31 deste mês é proibida a pesca, comercialização e até mesmo o simples transporte do crustáceo. A ação foi uma parceria entre a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) e Companhia Independente de Policiamento do Meio Ambiente (Cipoma), da Polícia Militar.

Proibição
Conforme Instrução Normativa do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o período de defeso (reprodução) das lagostas, que acontece entre dia 1º de dezembro e vai até o dia 31 de maio, fica proibida a pesca profissional ou amadora. A multa pela captura, transporte ou comercialização irregular varia de R$ 700 a R$ 100 mil.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.