Polícia Autor de furto de notebook de carro em Boa Viagem andava com tornozeleira eletrônica Além de Diogo Trajano, também foi preso Pedro Amaro, que também possui antecedentes por estelionato

Publicado em: 17/05/2018 15:26 Atualizado em: 17/05/2018 21:32

A Delegacia de Repressão ao Narcotráfico divulgou na manhã desta quinta-feira a prisão de dois homens, suspeitos de participarem diretamente do arrombamento a uma Mercedes-Benz, estacionada na Avenida Boa Viagem, para furtar  um notebook. O presidário em regime semi-aberto Diogo Trajano da Galdino da Silva, 24 anos, e Pedro Amaro do Carmo Filho, 69, foram presos em flagrante por meio de uma denúncia para a delegacia, após a divulgação, nas redes sociais, de vídeo, onde Diego aparece quebrando o vidro traseiro esquedo do carro para furtar o notebook.   
 
O delegado Cláudio Castro contou que após a divulgação do vídeo, a polícia recebeu a informação de que o suspeito estaria escondido em um dos edifícios na proximidade do Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), no Beco da Fome, próximo a Rua do Hospício, no centro do Recife. "Fomos até o local e conseguimos detê-lo e ele acabou revelando quem eram os seus comparsas", disse o delegado. Segundo o delegado, Diego encontra-se usando uma tornozeleira, monitorado eletronicamente pela Secretaria de Ressocialização, por já responder por um crime de roubo cometido no Recife em 2016. Pedro também já foi condenado em 2014 por crime de estelionato. 
  
O suspeito preso declarou para a Polícia que essa foi a primeira vez que cometeu esse tipo de crime, mas pela rapidez habilidade e calma, o delegado Cláudio Castro acredita que o homem já tenha outras experiências. "Aquela não foi a primeira vez, com certeza. Esperamos que com a divulgação das imagens, outras vítimas compareçam a delegacia para prestar queixa contra ele", comentou. 

Segundo o delegado, Diego seria responsável por praticar furtos na Zona Sul do Recife junto com outro integrante da quadrilha, já identificado, mas que não teve a identidade revelada. Os produtos do crime já tinham destinação certa, sendo computadores e celulares encaminhados para esse homem.  Já os documentos e folhas de cheque eram repassadas à Pedro Amaro, que foi preso junto com Diogo. Segundo o delegado, os cheques eram usados para praticar golpes no comércio do centro. 

A Polícia o roubo ao notebook, ocorreu no dia 10 de maio deste ano, na Avenida Boa Viagem. Além do notebook, ele roubou folhas de cheque e cheques emitidos, onde Pedro conseguiu sacar R$ 800 de uma agência bancária. Os policiais do Denarc apreenderam com Diogo quatro aparelhos de celular, suspeitos de serem frutos de roubo.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.