Educação Escola do Recife vira referência para todo o país Dezenove projetos da Escola Técnica Cícero Dias foram reconhecidos no Projeto Oi Futuro e serão compilados em livro eletrônico

Por: Anamaria Nascimento

Publicado em: 15/05/2018 10:03 Atualizado em: 15/05/2018 16:05

Alunos Luiz Felipe e João Victor representaram a unidade de ensino no Rio de Janeiro. Foto: Anamaria Nascimento/DP
Alunos Luiz Felipe e João Victor representaram a unidade de ensino no Rio de Janeiro. Foto: Anamaria Nascimento/DP

RIO DE JANEIRO -
Experiências bem-sucedidas da Escola Técnica Estadual Cícero Dias, localizada em Boa Viagem, foram apresentadas ontem no Centro Cultural Oi Futuro, no Rio de Janeiro, para educadores de todo o país. As práticas pedagógicas inovadoras da instituição e do Colégio Estadual Leite Lopes, do Rio, foram compiladas em um e-book lançado em evento realizado na capital fluminense. O livro digital reúne 40 projetos - 21 da escola carioca e 19 da recifense. As duas unidades fazem parte do Núcleo Avançado em Educação (Nave), parceria do Oi Futuro com as secretarias estaduais de Educação. 

Entre as experiências de êxito está o projeto Choque de Roteiro, do professor pernambucano Marcel Calbus, que associa roteiros para produtos audiovisuais e redação. “A ideia foi transformar a sala de aula em uma sala de roteiristas. Dividimos a turma em três grupos. Um era responsável pela criação do contexto da história e dos perfis dos personagens. O segundo precisou escrever o clímax. A última equipe criou o desfecho da história”, explicou o professor. 

O resultado foi o roteiro do longa-metragem Apocalipse 1500, que mostra uma proliferação de zumbis durante a chegada dos portugueses ao Brasil. “No fim, índios e lusitanos se juntaram para matar os mortos-vivos. Além de termos nos divertido para fazer, aprendemos a trabalhar em equipe, e desenvolvemos a criatividade e a escrita”, contou o estudante Luiz Felipe Reis, 16 anos, do segundo ano do ensino médio. 

Outro projeto da Cícero Dias apresentado para educadores de todo o país foi o Trovadorâneos, da professora de linguagens Patrícia Oliveira. O objetivo era contextualizar as cantigas trovadorescas do século 12 com a realidade dos alunos. “Pedi para os alunos pesquisarem músicas atuais que eles ouvem e que tivessem características semelhantes às cantigas. Eles se empenharam na pesquisa e na análise e fizeram uma apresentação musical como culminância”, afirmou a professora. 

“A gente aprendeu que aquele assunto não era tão distante assim da nossa realidade. Aprendemos muito melhor o conteúdo”, completou João Victor Maciel, 17 anos, aluno do terceiro ano do ensino médio da Cícero Dias.

Além desses, outros 38 projetos pedagógicos estão disponíveis no e-Nave, de 292 páginas. O Oi Futuro assinou um acordo de cooperação com o Ministério da Educação (MEC) para disponibilizar os relatos dos professores gratuitamente na internet. O e-Nave ficará à disposição de qualquer educador e qualquer escola do país na Plataforma Integrada de Recursos Digitais Educacionais do MEC (plataformaintegrada.mec.gov.br). 

O material também está disponível no site do Oi Futuro (oifuturo.org.br/e-NAVE). Os projetos foram divididos em oito capítulos: Um mergulho no digital, Um retorno ao analógico, Em meio às letras, Conte uma história, Aula em jogo, Protagonismo é a palavra, Do dia a dia à escola e Corpo em movimento. Todos são apresentados informando a área do conhecimento onde a iniciativa pode ser aplicada, o público alvo da ação, as competências trabalhadas; recursos necessários e o tempo de aula. 

“Os projetos das escolas Nave são considerados referência. Já receberam prêmios nacionais e internacionais, mas queríamos ultrapassar os muros físicos das escolas. O e-book é a materialização desse propósito”, destacou a diretora executiva do Oi Futuro, Sara Crosman. 

A gestora da Cícero Dias, Aldineide de Queiroz, resumiu que os bons resultados da escola vêm de aulas dinâmicas, interativas e planejadas, com a participação ativa dos estudantes. “Temos como lema a educação interdimensional, que é um diferencial. Consideramos o estudante em todas as suas dimensões e não só em relação ao cognitivo”, afirmou. A taxa de aprovação dos alunos da escola é de 98%, e a de abandono é de 0%.

O secretário de Educação de Pernambuco, Frederico Amancio, ressaltou que os projetos da Cícero Dias geram bons resultados não só para a unidade, mas para toda a rede estadual. “Estamos compartilhando essas experiências para todo o país, mas esse diálogo dos projetos da escola com a nossa rede já existia. Eles já são replicados em outras unidades, principalmente as técnicas e de tempo integral”, disse. 

O secretário enfatizou que os programas da rede estadual devem ter continuidade depois de 2018. “As iniciativas mais exitosas na educação comprovam que ela deve ser vista com continuidade e não como projeto de um governo. Estamos fazendo um planejamento a longo prazo das políticas educacionais para que elas sejam perpetuadas”, disse.   

* A repórter viajou a convite da Oi

Perfil

Raio x da Escola Técnica Estadual Cícero Dias
2006 foi o ano de criação da escola
500 estudantes
18 professores da base comum
7 professores da base técnica
9h30 de carga horária diária (7h30 às 17h)
5,73 foi o Índice de Desenvolvimento da Educação de Pernambuco (Idepe) da escola em 2016. A meta nacional é chegar ao índice 6 em 2022, da escala que vai de 0 a 10
98% é a taxa de aprovação dos alunos da escola
0% é a taxa de evasão escolar da Cícero Dias


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.