trânsito Aumenta número de acidentes de trânsito na Região Metropolitana, segundo HMA Hospital Miguel Arraes emitiu boletim informando que número de acidentes em 2018 entre janeiro e abril superou o de 2017

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 14/05/2018 12:03 Atualizado em: 14/05/2018 12:41

Número de ocorrências atendidas no hospital subiu para 564 neste ano. Em 2017, no mesmo período, ocorreram 509 atendimentos. Foto: Roberto Ramos/DP/D.A Press
Número de ocorrências atendidas no hospital subiu para 564 neste ano. Em 2017, no mesmo período, ocorreram 509 atendimentos. Foto: Roberto Ramos/DP/D.A Press

O Hospital Miguel Arraes (HMA), uma das unidades mais procuradas pelas vítimas de acidentes de trânsito ocorridos na área Metropolitana do Recife, contabilizou um aumento do número de acidentes de 2017 para 2018. Os motociclistas estão entre os casos mais expressivos de acidentes, com 72,2% de recorrência na unidade de saúde. 

De janeiro a abril de 2018, o HMA recebeu 564 pacientes vítimas de acidente de trânsito. No mesmo período, em 2017, foram realizados 509 atendimentos. O perfil dos envolvidos nos acidentes de trânsito, no entanto, permanece o mesmo: maioria do sexo masculino com idade entre 20 e 39 anos. Condutores de motocicleta sem habilitação e sem equipamentos de proteção como o capacete também são frequentes. 

Segundo o Hospital, o alto índice de ocorrências envolvendo motociclistas resulta em cerca de 50% das internações envolvendo os acidentes de trânsito. Os membros inferiores são prejudicados em 46% das ocorrências. As fraturas ocorrem em 77% dos casos, o que significa um longo período de internação hospitalar e recuperação. 

Em reforço às atividades preventivas de acidentes no trânsito que compõem a agenda do Maio Amarelo, na próxima sexta-feira (18) o Serviço Social do HMA vai realizar uma palestra sobre acidentes no trânsito. O tratamento das vítimas e as consequências dos acidentes serão abordados na discussão, que está prevista para ter início às 9h, no auditório da unidade. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.