• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Adesivaço, em Olinda, pede fim das diversas formas de preconceitos Trabalho feito pela prefeitura se concentra nas ladeiras do Sítio Histórico olindense

Publicado em: 10/02/2018 18:18 Atualizado em:

Os foliões recebem adesivos que são colados ao corpo contendo mensagens para propagar respeito à mulher, raça, religião, além de promoção a acessibilidade, ao respeito ao idoso e as identidades de gênero e orientações sexuais. Foto: Arquimedes Santos/divulgação
Os foliões recebem adesivos que são colados ao corpo contendo mensagens para propagar respeito à mulher, raça, religião, além de promoção a acessibilidade, ao respeito ao idoso e as identidades de gênero e orientações sexuais. Foto: Arquimedes Santos/divulgação

 

O tom que rege a folia de Olinda no Carnaval 2018 é o respeito. Para reforçar isso, membros de todas as coordenadorias da Secretaria de Desenvolvimento Social, Cidadania e Direitos Humanos (SDSCDH) de Olinda estão nas ruas do Sítio Histórico informando e sensibilizando quem chega para a folia com um adesivaço.

Os foliões recebem adesivos que são colados ao corpo contendo mensagens para propagar respeito à mulher, raça, religião, além de promoção a acessibilidade, ao respeito ao idoso e as identidades de gênero e orientações sexuais.

A secretária executiva da Mulher e Direitos Humanos de Olinda, Verônica Brayner, participou da ação e destacou a importância do trabalho. “Conseguimos informar quem está chegando e a recepção do pessoal tem sido enorme, principalmente dos jovens. Dessa forma, nós conseguimos prevenir a violência”, conta.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.