• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
SAÚDE Assinada autorização para construção da Upinha da Várzea Nova unidade é reivindicação desde 2000 das comunidades que hoje são atendidas precariamente num contêiner.

Por: Osnaldo Moraes

Publicado em: 10/01/2018 22:38 Atualizado em:

Cerca de 150 pessoas participaram na noite desta quarta-feira marcou a assinatura do termo de autorização do início das obras da Upinha Vila Arraes, na Várzea, Região Oeste do Recife. “A vitória é nossa! Vitória do povo, da comunidade”, enfatizou a comerciante autônoma Sheila Fernandes da Silva, 45 anos, ressaltando que a luta por condições dignas de assistência à saúde das comunidades que integram o bairro começou em 2000, e, por duas vezes, envolveu o fechamento da unidade pelos próprios usuários. Além do prefeito Geraldo Julio, o evento contou com a participação do governador Paulo Câmara, vereadores, secretários de estado, políticos e representantes de entidades até do Interior.

Para Sheila Fernandes, a assinatura da autorização é uma vitória, mas a luta continuará para garantir a entrega da Upinha Vila Arraes. Segundo ela, atualmente a unidade de saúde da Prefeitura do Recife para as comunidades da área funciona precariamente num contêiner e, assim mesmo, com todas as limitações, está melhor que a anterior, que ameaçava desabar. Sheila Fernandes também salientou a necessidade de que as novas instalações tenham equipe qualificada e material de trabalho. “A UPA da Caxangá, que pertence ao (Governo do) Estado é a pior do Recife. Meu sobrinho Ítalo morreu porque não conseguiram diagnosticar leptospirose”, exemplificou. 

A Upinha Vila Arraes vai ser construída numa parte da área onde funcionava a sede da Secretaria Estadual de Educação, na Avenida Afonso Olindense, 1.512, segundo a Prefeitura do Recife com orçamento de R$ 2.846.697,07 e perspectiva de atendimento de mais de 8 mil pessoas das comunidades Campo do Banco, Sítio dos Lotes e Vila Arraes. Estão previstas duas equipes de Saúde da Família, cada uma com dois médicos, dois enfermeiros, um auxiliar de enfermagem e dez agentes comunitários de saúde, além de uma equipe de saúde bucal. 

Num discurso de mais de 18 minutos, o prefeito Geraldo Julio fez questão de destacar o trabalho do secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia. “Somente nesse ano de 2017 a gente recebeu no SUS (Sistema Único de Saúde) no Recife 50 mil pessoas que até 2016 tinha o plano de saúde, e que, por todo o momento que o Brasil está passando, perderam o emprego e perderam junto o plano de saúde e o SUS atendeu”, disse. “Daqui a pouco mais de um ano, a gente vai voltar aqui pra inaugurar essa Upinha que vai servir a tanta gente, um sonho antigo da comunidade da Várzea, de ter o seu bem e a sua saúde garantida”, disse o governador Paulo Câmara, encerrando o ato.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.