• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
MOBILIDADE Táxis de Olinda e Recife livres para circular até a Quarta-feira de Cinzas O Convênio Táxi Metropolitano foi firmado para garantir o melhor atendimento dos passageiros durante o fim do ano, as prévias e o carnaval nas cidades-irmãs

Publicado em: 07/12/2017 17:01 Atualizado em:

Mais uma vez, a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) assinou o Convênio Táxi Metropolitano com o município de Olinda. A medida pretende atender melhor a demanda de passageiros durante as festas de fim de ano, prévias e carnaval. Com o acordo, os taxistas de Olinda podem circular e pegar clientes na capital, assim como os do Recife podem circular e pegar clientes na cidade patrimômio. Durante o mês de dezembro, os 6.125 táxis cadastrados no Recife também estão autorizados a operar na Bandeira 2. O convênio deverá ser publicado no Diário Oficial do Recife na próxima terça-feira. 

De acordo com a CTTU, a livre circulação de táxis no Recife e em Olinda será válida até as 12h do dia 14 de fevereiro, Quarta-feira de Cinzas. A autorização para a cobrança da Bandeira 2 no Recife vigora até as 6h da terça-feira (2). O valor do quilômetro rodado na Bandeira 2 é de R$ 3,01. Já o valor da bandeirada é de R$ 5,12.

O serviço de táxi especial de hotéis também passa a funcionar na Bandeira 2, que é de R$ 3,61 por quilômetro rodado, sendo o valor da bandeirada R$ 6,21. No Aeroporto Internacional do Recife, o serviço de táxi especial terá uma tarifa adicional nas viagens, que já é utilizada aos domingos e feriados e entre 22h e 6h de segunda a sábado. Já no Terminal Integrado de Passageiros (TIP), os táxis vão operar pela tabela B, que corresponde à Bandeira 2 desses veículos. Após o dia 1 de janeiro, todos os táxis devem voltar a operar normalmente. O preço do quilômetro rodado na Bandeira 1 dos táxis comuns é de R$ 2,49.


CONFIRA OS NOVOS PREÇOS DAS TARIFAS





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.