• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Saúde Mutirão para prevenir e detectar câncer de pele no Hospital das Clínicas

Publicado em: 06/12/2017 07:42 Atualizado em: 06/12/2017 07:47

O Serviço de Dermatologia do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) realiza nesta quarta-feira uma campanha de orientação e diagnóstico do câncer de pele. A ação faz parte do movimento Dezembro Laranja, mês dedicado ao combate e prevenção à doença. O evento ocorrerá das 8h às 13h, na Clínica Dermatológica do HC, e será aberto ao público, tendo como alvo o grupo de maior risco, ou seja, pessoas de olhos, cabelos ou pele clara, pessoas com sardas, além dos que possuem antecedentes familiares com histórico de câncer de pele e queimaduras solares. O evento ocorrerá em outras unidades que possuem Programa de Residência em Dermatologia, sendo coordenado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional Pernambuco (SBD-PE). O HC é unidade vinculada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).
 
"A ação tem como objetivo orientar as pessoas sobre medidas de prevenção e identificação precoce do câncer de pele. Os pacientes serão avaliados e aqueles casos com suspeita de câncer serão encaminhados para biópsia, investigação e tratamento", explica a dermatologista Cláudia Ferraz. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o câncer da pele é o tipo da doença mais incidente no Brasil, com 176 mil novos casos por ano.

O perfil de pacientes com maior risco são aqueles de pele clara, maior idade, com história de exposição solar excessiva, que já tiveram outros cânceres de pele e que apresentam antecedentes da doença na família. Este grupo precisa estar mais atento às alterações na pele que possam decorrer da doença.  

A recomendação da SBD é que, quando expostas ao sol, as pessoas usem equipamentos de proteção individual: chapéus de abas largas, óculos escuros, roupas de cubram boa parte do corpo e protetores solares com fator mínimo de proteção solar (FPS) 3. Faz parte dessas medidas de prevenção ao câncer de pele, evitar os horários de maior insolação: das 10h às 16h.
 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.