• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Boletim Sobrevivente: menina de cinco anos está em coma com traumatismo craniano grave Pai está sedado e recupera-se de cirurgia. A pedido da família, boletins diários passaram a ser divulgados para evitar boatos

Publicado em: 28/11/2017 10:46 Atualizado em: 28/11/2017 17:16

Pai e filha permanecem internados no Hospital Santa Joana, no Recife. Foto: Google Street View/ Reprodução
Pai e filha permanecem internados no Hospital Santa Joana, no Recife. Foto: Google Street View/ Reprodução

Únicos sobreviventes de acidente que matou três pessoas na noite deste domingo na Zona Norte do Recife, pai e filha permanecem internados no Hospital Santa Joana, no Recife. Para evitar a proliferação de boatos, a família enlutada pelas mortes da servidora pública Maria Emília Guimarães, de 38 anos e do filho dela, Miguel Arruda da Motta Silveira Neto, de apenas três anos, decidiu a partir desta terça-feira autorizar a divulgação dos boletins diários dos estados de saúde, para evitar boatos sobre o caso.

 

A paciente Marcela Guimarães da Motta Silveira, de cinco anos de idade, permanece internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica com quadro de traumatismo craniano encefálico TCE grave secundário a acidente automobilístico. De acordo com o boletim, a menina encontra-se em estado grave, instável, em coma; recebendo suporte à vida, ventilação pulmonar mecânica invasiva e sedação contínua.

Já o pai de Marcela, Miguel Arruda da Motta Silveira Filho, de 46 anos, permanece internado no CTI, onde foi admitido com quadro de trauma tóraco-abdominal secundário a acidente automobilístico, sendo submetido a tratamento cirúrgico. O paciente está sedado por necessidade terapêutica, recebendo suporte à vida com ventilação mecânica invasiva, apresentando sinais de estabilidade dos demais sistemas orgânicos nas últimas 24 horas.

Na tarde de ontem, durante o velório das vítimas no Cemitério Morada da Paz, uma porta voz da família falou sobre a situação dos sobreviventes. “Durante a tarde de ontem, Marcelinha se submeteu a uma cirurgia no crânio. Ela tinha chegado ao hospital com traumatismo craniano grau 7. O procedimento foi bem-sucedido. O pai Miguel Filho também foi submetido a uma cirurgia delicada durante a tarde e está sob efeito de sedativos. Ele ainda não está sabendo do falecimento da mulher e do filho”, afirmou a familiar, que preferiu não se identificar Segundo ela, Miguel deverá seguir sedado até o fim da semana ou quando os médicos julgarem que ele já está em condições de ser informado sobre a tragédia.

Na ocasião, a porta-voz agradeceu toda corrente de orações e apoio emocional. “Agradecemos as orações, as pessoas que nos ajudaram no socorro, no hospital, no IML. Que todas sejam abençoadas por Deus e sejam privadas de viver o que estamos vivendo”, disse.
Ontem à noite, houve missa na Igreja de Casa Forte, celebrada pelo padre Denis, pela família. Em nota, o Colégio Damas disse estar unido em oração às vítimas e lamentar profundamente as mortes da ex-aluna Maria Emília, do aluno Miguel Neto e de Roseane. “Pedimos a todos os educadores, pais, alunos e amigos que fortaleçam essa corrente pela recuperação de Marcelinha e Miguel Filho, que estão hospitalizados”.

Investigação - A Chefia da Polícia Civil de Pernambuco designou um delegado especial da Delegacia de Polícia de Delitos de Trânsito para investigar o acidente que deixou três pessoas mortas, incluindo uma criança e uma gestante, e outras duas feridas, na noite desse domingo.


O trágico acidente aconteceu por volta das 19h30, no cruzamento da Avenida Rosa e Silva com a Rua Padre Roma, no bairro da Tamarineira. Um Ford Fusion, de placas NMN-3336, em alta velocidade, atingiu o carro da família, uma Toyota RAV4, de placas OEZ-4943. Na Central de Flagrantes, o condutor do Fusion, o universitário João Victor Ribeiro de Oliveira, 26 anos, fez o teste de alcoolemia e foi constatado nível 1,03. Após audiência de custódia, já nesta segunda, ele foi autuado em flagrante por duplo homicídio doloso e três lesões gravíssimas e encaminhado ao Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima.

 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.