• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Polícia Preso homem suspeito de assassinar duas mulheres na Macaxeira Polícia acredita que crimes tiveram como motivação o resgate de uma herança. A esposa do suspeito, filha de uma das vítimas, também está sendo investigada

Publicado em: 14/11/2017 09:30 Atualizado em: 14/11/2017 12:31

Preso homem suspeito de assassinar duas mulheres na Macaxeira. Foto: Google Maps/ Reprodução
Preso homem suspeito de assassinar duas mulheres na Macaxeira. Foto: Google Maps/ Reprodução

Um homem foi preso por suspeita de assassinar duas mulheres no bairro da Macaxeira, Zona Norte do Recife. Benjamim Carlos de Lima é genro de uma das vítimas. A placa do carro do suspeito e imagens de circuito de segurança instaladas na Rua Maria Amélia, onde aconteceu o duplo homicídio ajudaram na identificação do suspeito. A polícia acredita que os crimes tiveram como motivação o resgate de uma herança. A esposa do suspeito, filha de uma das mulheres mortas, também está sendo investigada.
Preso homem suspeito de assassinar duas mulheres na Macaxeira
Preso homem suspeito de assassinar duas mulheres na Macaxeira

As vítimas foram identificadas como Valquíria Araújo Santana, de 44 anos, sogra do suspeito, e a cunhada dela, Maria José de Barros, de 66 anos. Testemunhas contaram que o homem chegou à casa das mulheres, em uma motocicleta e teria entrado após Valquíria ter aberto a porta.

As duas foram baleadas na cabeça. Maria José morreu no local. Já Valquíria, chegou a ser socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Descoberta e transferida para o Hospital da Restauração (HR), onde faleceu.

 

O caso está sendo investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) e será apresentado no final da manhã desta terça-feira pela Polícia Civil de Pernambuco  no auditório da Sede Operacional da PCPE, na Rua da Aurora, área central do Recife. Inicialmente, a polícia chegou a suspeitar que a motivação do crime teria ligação com o tráfico de drogas. O Instituto de Criminalística (IC) realizou perícia no local para subsidiar as investigações.


 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.