• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
CIDADANIA Mais 125 vagas para cursos profissionalizantes focados em reeducandos As aulas começam na próxima segunda-feira, no Recife, Paulista e Jaboatão dos Guararapes

Publicado em: 13/11/2017 17:21 Atualizado em:

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos e Patronato Penitenciário disponibilizou 125 vagas em cursos de qualificação para reeducandos que cumprem pena no regime aberto ou em livramento condicional. Os cursos são de pedreiro revestidor, encanador e eletricista predial. A iniciativa é realizada através de emendas parlamentares e em parceria com a Associação Brasileira de Desenvolvimento Econômico e Social (ABDESM).
 
As aulas começam na próxima segunda-feira e duram até a primeira semana de dezembro nas cidades do Recife, Paulista e Jaboatão dos Guararapes. Para acompanhar as aulas teóricas e práticas, os participantes recebem passagem, através do cartão Vem, lanche e material didático. A cada 12 horas de aula, o reeducando diminui um dia na pena. Serão cinco turmas divididas em dois turnos, na sede do Patronato Penitenciário, no bairro de São José, no Recife, no Centro de Qualificação de Jaboatão dos Guararapes e na Igreja Comunidade Internacional Palavra Viva, em Paulista.
 
Serviço: Curso de Pedreiro Revestidor
Data: 20 de novembro a 07 de dezembro.
Local: Centro de Qualificação Profissional de Jaboatão – Rua Santa Lúcia, 238, Candeias.
Horário: 08h às 14h/ 14h ás 20h.
 
Serviço: Curso de Encanador
Data: 20 de novembro a 07 de dezembro.
Local: Patronato Penitenciário - Rua Floriano Peixoto, 142. Bairro de São José
Centro de Qualificação Profissional de Jaboatão – Rua Santa Lúcia, 238, Candeias.
Horário: 08h às 14h.
 
Serviço: Curso de Eletricista Predial
Data: 20 de novembro a 07 de dezembro.
Local: Patronato Penitenciário - Rua Floriano Peixoto, 142. Bairro de São José
Igreja Comunidade Internacional Palavra Viva – Rua 79, n°135, Maranguape I


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.