• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
POLÍCIA Kombeiro é vítima de sequestro relâmpago planejado por amigo de infância Suspeito ainda tentou se passar por segunda vítima do sequestro, mas foi desmascarado pela polícia

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/10/2017 20:16 Atualizado em: 11/10/2017 20:26

Durante o sequestro, vítima perdeu o controle do carro que capotou e deixou todos feridos. Foto: Polícia Civil/Divulgação (Durante o sequestro, vítima perdeu o controle do carro que capotou e deixou todos feridos. Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Durante o sequestro, vítima perdeu o controle do carro que capotou e deixou todos feridos. Foto: Polícia Civil/Divulgação


Um kombeiro foi vítima de sequestro relâmpago planejado por um amigo da família nessa terça-feira, em Itapissuma. Danilo Lopes da Silva, de 27 anos, ficou, aproximadamente, três horas em poder dos sequestradores. Ele foi espancado, torturado e, após reconhecer um dos suspeitos, foi obrigado a dizer à polícia que o sequestrador também era vítima. A quadrilha queria R$ 1 milhão de resgate, mas não contavam que o veículo em que estavam capotaria no meio de um canavial.

De acordo com a polícia, Danilo estava trabalhando quando, próximo à estação de lotação, um suspeito desconhecido entrou na Kombi. Ele roubou duas mulheres que estavam com crianças no carro e obrigou o kombeiro a entrar em um canavial sentido Engenho Água Branca. Foi exigido, então, que as duas mulheres descessem e o motorista seguisse por uma estrada de barro. Outros três suspeitos entraram no carro, incluindo Edmilson Luiz dos Santos, amigo de infância da vítima, e continuaram torturando o motorista com murros e coronhadas. Depois de 1,5 quilômetro, o kombeiro perdeu o controle do veículo, e o carro capotou. Todos ficaram gravemente feridos.

Suspeito já tem passagem na polícia, mas afirma que é mais uma vítima do sequestro. Foto: Polícia Civil/Divulgação (Suspeito já tem passagem na polícia, mas afirma que é mais uma vítima do sequestro. Foto: Polícia Civil/Divulgação)
Suspeito já tem passagem na polícia, mas afirma que é mais uma vítima do sequestro. Foto: Polícia Civil/Divulgação
"Eles ficaram bastante lesionados por conta do capotamento. Do canavial, ainda ligaram para o pai da vítima pedindo R$ 1 milhão de resgate. Espancaram o jovem durante uma gravação de áudio para pedir que o pai conseguisse o dinheiro o mais rápido possível", detalhou o delegado Guilherme Caraciolo, titular do Grupo de Operações Especiais (GOE). Após o acidente, Danilo e Edmilson caminharam mais de uma hora e chegaram ao distrito de Botafogo. De lá, eles foram socorridos por populares e encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento de Cruz de Rebouças.

"Durante os depoimentos, notamos várias incongruências. Quando chamamos o pai da vítima para ser ouvido, descobrimos outras inverdades. Fizemos uma acareação entre pai e filho e, então, ele perdeu o medo e falou o que realmente estava acontecendo", continuou o investigador. Danilo contou que estava sendo ameaçado pelo Edmilson. "Ele disse que o sequestrador conhecia a família dele e sabia onde todos moravam. Edmilson ameaçou matar todos se ele contasse da participação no sequestro. Mesmo sendo amigos de infância, eles tinham se distanciado porque o suspeito já tem passagem pela polícia".

Edmilson Luiz do Santos, 41, é ex-presidiário e já foi condenado por homicídio e tráfico de drogas. As penas da condenação juntas passam de 20 anos de reclusão. Ele ficou 14 anos preso e foi solto no dia 10 de julho. Ao prestar depoimento, ele nega que tenha participação no sequestro, mas afirma que é traficante. Informalmente, disse que tem 12 homicídios cometidos durante o tempo que esteve preso. Esses casos serão repassados ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa. Ele foi indiciado por roubo, extorsão mediante sequestro, associação criminosa e tortura. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.