• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Setembro Dourado GAC capacita profissionais de saúde para diagnóstico precoce do câncer infanojuvenil

Publicado em: 13/09/2017 13:17 Atualizado em: 13/09/2017 13:21

Acontece nesta quarta-feira, durante a campanha do Setembro Dourado, a terceira edição do projeto “Fique atento: pode ser câncer”. O evento, marcado para as 14h no Núcleo de Telessaúde da Universidade de Pernambuco (Nutes UPE), em Santo Amaro, tem a finalidade de preparar profissionais de saúde para detectar precocemente o câncer infantojuvenil e aumentar o índice de cura.

O câncer infantojuvenil é a primeira causa de morte, por doença, na faixa etária entre 1 e 18 anos, quando desconsiderados os fatores externos. Segundo a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE), a taxa de cura do Brasil ainda está nos 48%. Um quadro que precisa ser mudado urgentemente. Só este ano foram registrados 13 mil novos casos.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), cerca de 80% das crianças e adolescentes acometidos de câncer podem ser curados se diagnosticados antecipadamente e tratados em centros especializados.  “Nós estamos nessa batalha de tentar reduzir o índice de óbito das nossas crianças, porque, infelizmente elas ainda chegam com a doença muito avançada”, destaca Dra. Vera Morais.

O diagnóstico tardio está atrelado ao fato de os sinais e sintomas do câncer infantojuvenil serem confundidos com outras doenças comuns à infância. É por isso que a campanha Setembro Dourado reforça sintomas aos quais a família deve ficar alerta, como febre persistente, surgimento de caroços, dores ósseas, vômitos, hematomas, entre outros. Desde 2012, através de um movimento liderado pela Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC), que o dourado tornou-se a bandeira da luta contra o câncer infantojuvenil.

O conteúdo da capacitação ministrada por Dra. Vera Morais, médica, fundadora do serviço de oncologia pediátrica do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC) e mentora do GAC-PE que em Pernambuco, 

será transmitido virtualmente pelo Telessaúde, uma plataforma online do NUTES- UPE acessível a qualquer profissional cadastrado no sistema.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.