• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Protesto Guardas municipais entram em greve e dizem que passam constrangimento por falta da carteira funcional Na noite de ontem, de acordo com o Sindguardas, três guardas municipais foram presos sob a alegação de porte ilegal de armas.

Publicado em: 12/08/2017 12:48 Atualizado em:

Os guardas municipais do Recife decidiram deflagrar greve, neste sábado, para pressionar a liberação, pela Prefeitura do Recife,da carteira funcional. Segundo o Sindguardas, a demora está provocando contrangimento à categoria, que estaria sendo abordada porconduzir ilegalmente porte de arma.

Na noite de ontem, três guardas municipais foram presos sob a alegação de porte ilegal de armas. Segundo a entidade,  Lei 13.022/2014 concede esse direito mas poucas pessoas possuem conhecimento, causando transtorno entre as categorias profissionais.

Segundo um policial da Polícia Militar, um dos guardas detidos tentou entrar armado no Banco do Brasil de Casa Forte, se identificou como guarda municipal, mas o documento que ele tinha não lhe dava direito de andar armado. O vigilante tirou a xerox do documento dele e acionou o Ciods, mas, antes que a viatura chegasse, o guarda já tinha se deslocado para outra agência bancária, em Casa Amarela, onde passou pelo mesmo problema por estar com uma arma e ser barrado no detector de metais. O guarda terminou sendo conduzido à Central de Flagrantes, na Agamenon Magalhães e teve que pagar uma fiança de R$ 350 para ser liberado.  


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.