• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Obras Diminuição de rodízio melhora abastecimento em Bezerros Barragem Brejão está vertendo, no entanto, diminuição do calendário foi possível graças à conclusão parcial de obra de ampliação da ETA Bezerros

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 11/08/2017 20:00 Atualizado em:

Desde janeiro deste ano, quando a Barragem Brejão chegou ao seu volume morto, Bezerros estava em colapso. Foto: Compesa/Divulgação (Desde janeiro deste ano, quando a Barragem Brejão chegou ao seu volume morto, Bezerros estava em colapso. Foto: Compesa/Divulgação)
Desde janeiro deste ano, quando a Barragem Brejão chegou ao seu volume morto, Bezerros estava em colapso. Foto: Compesa/Divulgação
A cidade de Bezerros, no Agreste do estado, conta com um novo rodízio de abastecimento de água. A novidade foi anunciada nesta sexta-feira (11) pela Compesa. Desde janeiro deste ano, quando a Barragem Brejão chegou ao seu volume morto, Bezerros estava em colapso. 

A população já estava recebendo mais água nas torneiras em fase de testes e agora está o novo rodízio está em vigor. Antes, o internalo sem água era de 26 dias. Com o novo calendário, população terá abastecimento por três ou quatro dias na semana, dependendo do bairro. 

Dessa vez, a melhoria na distribuição de água não se deve apenas às chuvas, é resultado da soma de dois fatores. A Barragem Brejão, localizada em Sairé e principal manancial que atende Bezerros, atingiu sua capacidade máxima de acumulação (1,6 milhão metros cúbicos), e está vertendo. Mas o aumento da produção de água só foi possível porque a companhia conseguiu antecipar os benefícios da obra na Estação de Tratamento de Água (ETA), que está 50% concluída, mas já permitiu dobrar a vazão de água tratada de 80 para 160 litros de água por segundo.

A ETA Bezerros recebeu investimento de R$ 8,5 milhões feito pelo Governo do Estado através da Compesa, em parceria com o Governo Federal. A estação está sendo modernizada e ampliada e terá sua capacidade de tratamento aumentada para 370 l/s, com a construção de novas unidades de filtração, adaptações no canal de chegada de água bruta e na unidade de decantação, além da implantação de novas instalações para desinfecção. A previsão é que a obra seja concluída em dezembro deste ano.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.