• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Aeroporto Homem é preso tentando transportar munições de uso restrito

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 17/07/2017 07:31 Atualizado em: 17/07/2017 09:30

Homem é preso tentando transportar munições de uso restrito. Foto: PF/ Divulgação
Homem é preso tentando transportar munições de uso restrito. Foto: PF/ Divulgação

A Polícia Federal em Pernambuco apresenta nesta segunda-feira a prisão em flagrante de um passageiro que tentava embarcar no Aeroporto Intenacional dos Guararapes com oito munições 9mm de calibre restrito e uma munição .32 de calibre dentro da bagagem de mão. O economista de 67 anos, natural e residente em Goiânia. Goias, foi preso na manhã do dia oito de julho durante fiscalização de rotina.

Os agentes de proteção da aviação civil perceberam, após análise no aparelho de raios x, a existência da bagagem proibida, que tinha como destino final o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. A Polícia Federal foi acionada e constatou a existência das munições, apesar de não encontrar nenhuma arma e fogo com o suspeito.

O passageiro recebeu voz de prisão em flagrante e foi levado para a sede da Polícia Federal no Cais do Apolo, onde foi autuado por manter sob sua guarda munição de uso proibido ou restrito, sem autorização e em desacordo com determinação legal. O crime, inanfiançável, prevê pena de três a seis anos de reclusão, além de multa. O preso foi conduzido para a audiência de custódia e liberado em seguida, onde responderá ao processo em liberdade.

Em seu interrogatório o economista informou que é aposentado, trabalha na Companhia Energética de Goiás e que havia viajado de férias com a família para Maragogi, em Alagoas. Disse ainda que nunca havia possuído arma de fogo e que as munições haviam sido dadas por um cozinheiro policial militar durante uma pescaria em Mato Grosso.


Outro caso - Este foi o segundo caso de descoberta de munições em bagagens de mão no Aeroporto dos Guararapes. No primeiro caso. em maio deste ano, foi preso um farmacêutico de 40 anos, funcionário público estadual de Cumaru, em Pernambuco e que transportava 12 munições .38 de calibre permitido.

Na ocasião o suspeito pagou uma fiança no valor de R$ 5 mil reais e foi liberado para responder pelo crime em liberdade. A fiança nesse caso só foi possível porque ele transportava munição de uso permitido, crime que prevê penas de dois a quatro anos de reclusão.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.