• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Religião Festa de Nossa Senhora do Carmo atrai milhares de católicos para missas e procissão no Recife Padroeira da capital pernambucana levou 20 mil pessoas à Basílica do Carmo nestes sábado e domingo

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 16/07/2017 17:35 Atualizado em: 16/07/2017 18:54

Saída da procissão, na Basílica do Carmo, ocorreu debaixo de chuva. Crédito: André Clemente/DP
Saída da procissão, na Basílica do Carmo, ocorreu debaixo de chuva. Crédito: André Clemente/DP
Um encontro com o sagrado para pedir e agradecer, mesmo sob chuva. É revestido desse significado que se comemora mais um dia de Nossa Senhora do Carmo, padroeira do Recife. A devoção de milhares de católicos fez a Praça do Carmo, no bairro de São José, lotar com fieis que participaram das missas realizadas ao longo da semana em homenagem a ela. A procissão que encerra as comemorações pela data da santa segue neste momento pelas ruas do centro da capital pernambucana, seguida por devotos de guarda-chuva em punho, muitos vestidos de branco e amarelo, cores relacionadas a ela. O cortejo passa pela Avenida Martins de Barros, Rua do Sol, Avenida Guararapes e depois retorna para a Avenida Dantas Barreto.

Ao todo, 20 mil pessoas assistiram às celebrações realizadas neste sábado e domingo. Durante a semana, 5 mil pessoas participaram das missas todos os dias. Este ano, o tema é "Viva a Mãe de Deus e Nossa - o Camelo rejubila no tricentenário do teu encontro no solo brasileiro". Além da festa sagrada, a tradicional festa profana, com parque de diversões e shows, também está instalada no Pátio do Carmo.

O arcebispo de Olinda e Recife, dom Fernando Saburido, reforçou a importância da data para os devotos. "Mais uma vez, essa data reforça a importância de Maria para o mundo. Ela foi a escolhida para gerar o Salvador e teve a missão de levar a palavra de Deus, mesmo com tanta adversidade. Ela cumpriu e cumpre essa missão de forma corajosa, mas com doçura e serenidade. Ela era presente, desde os 15 anos, quando foi eleita para receber Jesus em seu ventre e testemunhou a crucificação e o momento da ressureição. Foi também aquela que fortaleceu a mensagem do renascimento, quando os apóstolos não acreditavam. Ela é a força que se precisa para fazer a vontade de Deus".

A poulação também se emociona ao chegar perto da imagem e aproveita o momento para reforçar sua fé. A aposentada Maria de Lurdes Souza, de 68 anos, comparece à comemoração de Nossa Senhora do Carmo há 30 anos. "Venho sempre agradecer. Já passei da idade de pedir. Venho e trago comigo uma pessoa para ouvir essa mensagem e me energizar", conta.

Já a costureira Josinete Pereira, de 47 anos, tem pedidos certos para Nossa Senhora. "É a primeira vez que venho. Fui trazida pelas minhas irmãs, que são devotas. Queríamos uma bênção da Santa, pela nossa família. Pela nossa saúde. Minha mãe tem depressão e já tentou se matar. Não tem remédio que cure, só a fé. Minha sobrinha precisa de um transplante de rim. Se for do nosso merecimento, ela vai ser abençoada por nossa senhora do Carmo", disse.

O ajudante de refeitório, Josenildo Moreira, saiu de Paudalho cedo, às 5h, para chegar a tempo das missas da manhã. Já eram 18h e ele seguia firme esperando a procissão. "Venho todos os anos. Tendo ano bom ou ruim. Minha família está muito prejudicada pela falta de emprego e é isso que eu peço esse ano. Emprego para que não falte a dignidade de ter comida na mesa", pede.

O governador Paulo Câmara participou das cerimônias da manhã. "Faço questão de vir todos os anos. Vim agradecer à Nossa Senhora do Carmo e pedir luz para que a gente possa continuar a trabalhar por Pernambuco diante de tempos de tanta dificuldade e desafios. Mas, com certeza, com a ajuda do povo, de Deus e da padroeira do Recife vamos continuar a avançar por um Estado melhor, de paz, para todos os pernambucanos e pernambucanas", afirmou o governador.

O prefeito do Recife, Geraldo Julio, que também acompanhou a missa, destacou que, além de ser uma data especial pelo dia de Nossa Senhora do Carmo, este ano é diferenciado. "A comemoração é especial porque faz 100 anos que a Basílica do Carmo está ligada à Basílica de São Pedro. E a gente vem todo ano para renovar a fé e pedir que ela abençoe o povo da nossa cidade. Mesmo em um tempo tão difícil, sei que ela continua cuidando dos recifenses", registrou Geraldo.



Com informações do repórter André Clemente


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.