• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Paulista Comerciante de 51 anos morre baleada após ser feita de escudo humano Um adolescente também foi ferido. Homem responsável pelos disparos está foragido. Crime pode ter sido motivado pelo tráfico de drogas

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 10/05/2017 09:50 Atualizado em: 10/05/2017 15:20

Homem, apontado como autor da investida, está internado no Hospital da Restauração. Foto: Reprodução/ Facebook
Homem, apontado como autor da investida, está internado no Hospital da Restauração. Foto: Reprodução/ Facebook
Uma comerciante de 51 anos morreu na madrugada desta quarta-feira após ser baleada no rosto. O crime aconteceu no bairro de Maranguape 1, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife (RMR). De acordo com a polícia, a mulher, identificada como Maria das Mercês Norberto Cabral de Oliveira, trabalhava vendendo lanches quando teria sido usada como "escudo humano" por um adolescente de 16 anos, que também foi atingido no braço.

A comerciante foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paulista, mas morreu antes de chegar à unidade de saúde. Já o adolescente, apontado como o alvo da investida, foi socorrido para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista, e transferido para o Hospital da Restauração (HR), no Recife, onde continua internado na Unidade de Trauma. O autor dos disparos está foragido.

Segundo as primeiras investigações, a mulher não tinha ligação com o crime, que pode ter sido motivado pelo tráfico de drogas. A família do adolescente nega que ele tenha feita a comerciante de "escudo humano". "Havia muita gente no cachorro-quente quando chegaram dois homens de moto e um deles já desceu com a arma na mão e começou a atirar. Meu filho não usou a comerciante para se proteger como estão dizendo", relatou a vendedora de 34 anos



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.